A política educacional do Governo do Estado recebeu sua pior nota da história na avaliação dos professores do ensino público. O resultado de mais uma edição da ‘Prova Final da Gestão da Educação Pública’, organizada pelo sindicato da categoria, foi divulgado nesta quinta-feira, 28. A nota 0,8 é pior do que a 0,9, recebida no ano passado.

O Governo, aliás, vem em decadência na ótica dos professores. Nos últimos cinco anos, despencou de 4,6, que já estava abaixo da média [5,0], para a atual nota. Dos 75 municípios sergipanos, 46 foram reprovados pelos professores. Aracaju não entra na avaliação porque os professores municipais fazem parte de outro sindicato.

Reposta do Governo

O Governo de Sergipe entende que manifestações são legítimas, mas discorda da avaliação apresentada pelo Sintese sobre o ensino público no estado. A rede Pública de Ensino tem alcançado avanços nunca vistos em Sergipe, a exemplo da aprovação de alunos da rede na Universidade Federal de Sergipe. Em quatro levantamentos nacionais divulgados este ano, realizados por fontes oficiais do Ministério da Educação, a Rede Pública de Ensino de Sergipe vem apresentando resultados positivos e históricos.
 
O Índice de Oportunidades da Educação Brasileira (IOEB), divulgado em novembro deste ano, aponta os avanços de Sergipe, que saltou da 23ª para a 20ª colocação no ranking nacional. O IOEB, assinado pelo Ministério da Educação, identifica quanto cada cidade ou estado contribui para o sucesso educacional.
 
A Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA), divulgada em outubro também pelo INEP/MEC, aponta que as escolas da rede estadual aumentaram o nível de Português e Matemática. No Português, o índice desejável de leitura subiu de 3,67% para 5,75% e o nível adequado de leitura de 34,99% elevou para 36,33%. Quanto a Matemática, a pesquisa informa que houve melhorias dos índices na rede estadual, passando o índice adequado de 11,75% para 13,15% e de 11,27% para 13,95% dos índices desejáveis.
 
Em relação ao Enem 2016, divulgado em 2017, duas unidades escolares da rede estadual foram alçadas a condição de melhor escola pública do país em média de notas no ranking nacional: o Centro de Excelência Atheneu Sergipense (Aracaju) e o Colégio Estadual Dr. Milton Dortas (Simão Dias).
 
Quanto aos Indicadores de Fluxo Escolar na Educação Básica (Inep), pode-se constatar que os números estão sempre próximos da média nacional, ou seja, as taxas de repetência foram verificadas em todo país na 1ª série do ensino fundamental de 3.1% e na 3ª série do ensino médio de 4.8%.
 
Ainda há de se destacar que é público, através do Demonstrativo das Receitas e Despesas com Manutenção e Desenvolvimento do Ensino do Governo de Sergipe, que o Estado já havia investido de 25% do limite constitucional até setembro.
 
Há também melhorias em curso quanto à utilização das tecnologias em sala de aula e na administração escolar, além de projetos que valorizam a formação continuada, o incentivo à leitura, melhoria da infraestrutura e de gestão de pessoal e escolar.
Fonte: Ascom

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here