Não teve para ninguém mesmo em 2017. Eleito melhor do mundo pela Fifa no prêmio “The Best” organizado em janeiro e outubro e ganhador da Bola de Ouro da “France Football” no início de dezembro e do Globe Soccer Award na quinta-feira passada, o português Cristiano Ronaldo tem mais um troféu para encher a estante: jogador do ano da revista inglesa “World Soccer”. O craque do Real Madrid somou 715 pontos e deixou mais uma vez o argentino Messi, do Barcelona, em segundo lugar com 663 e o brasileiro Neymar, do Paris Saint-Germain, em terceiro com 437, numa votação em que 75 jornalistas indicaram 10 nomes cada.

Bem atrás do trio, aparecem outros destaques do futebol europeu. O meia croata Modric puxa a fila em quarto lugar, com 237 pontos, e integra a dominância do Real Madrid no Top 10, com o volante alemão Kroos, nono com 146, Sergio Ramos, 10º com 143. O clube espanhol, aliás, foi eleito o time do ano com o recorde de 57 votos. Atrás, aparecem as seleções do Brasil, Alemanha, Islândia, Irã e o time do Monaco, com duas indicações cada.

Comandante do bicampeão europeu, Zidane ganhou entre os técnicos, sendo o melhor para 42 jornalistas, bem à frente de Guardiola, do Manchester City, preferido de oito.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here