A Secretaria de Estado da Saúde (SES) não se manifestará sobre a troca dos corpos de bebês mortos na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL), em Aracaju. A assessoria de imprensa informou que a SES e a direção da maternidade só se manifestarão ao final dos procedimentos administrativos instaurados no âmbito da instituição para investigar o que efetivamente aconteceu naquela maternidade.

O pai, Bruno Sotero, informou que a troca dos corpos já foi confirmada e que aguarda os desdobramentos judiciais para exumar o corpo do filho, que foi entregue a outra família. O caso está sendo investigado também pela polícia civil, conforme o boletim de ocorrência registrado pelo casal Bruno Sotero e Wedja Nunes. “No momento, a gente só quer encontrar o nosso filho”, diz Bruno, que perdeu o bebê, que nasceu prematuro aos cinco meses de gestão. Segundo o pai, a informação que a direção da maternidade repassou à família é que naquela instituição ocorreu a morte de outros dois bebês, gêmeos, e que o corpo do filho dele teria sido entregue à família dos gêmeos.

A secretaria de Estado da Saúde, se manifestou apenas por meio de nota. Na primeira, enviada à imprensa no sábado, dia 30, a SES se comprometeu a dar um posicionamento nesta terça-feira, dia 2. Mas mudou de ideia. A assessoria de imprensa informou que a SES só se manifestará depois da investigação e manteve o restante da informação contida na primeira nota, informando que após “a apuração interna adotará as devidas providências”.

Fonte: Infonet

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here