Estresse, poluição, fast-food, sedentarismo, ruído. A nossa mente está todos os dias à mercê de um sem fim de agentes agressores que, a qualquer momento, podem facilmente começar a comprometer o bom funcionamento cerebral… mas não só.

Falar em saúde mental é muito mais do que falar no desempenho cognitivo, é falar no estado da mente, na forma como ela lida com as emoções, com as complicações, com o próprio dia a dia. Do estresse, à ansiedade, passando pela irritação constante e nunca esquecendo a depressão, são muitas as formas de espelhar uma saúde mental debilitada, mas são também muitas as formas de combater isso.

Como escreve o The Independent no seu site, a saúde mental se beneficia de pequenos hábitos e gestos diários… como andar com a cabeça levantada e os ombros alinhados. Sim, uma postura confiante em cada passo que se dá é uma das estratégias mais eficazes para melhorar a disposição e afastar os pensamentos negativos.

Parar de tirar fotografias com o celular a tudo e mais alguma coisa e passar a apreciar esses mesmos momentos é também uma forma de melhorar a saúde mental, como revelou um estudo publicado na revista científica Psychological Science. E por falar em celular, é importante começar a usar menos os dispositivos móveis, uma vez que a ciência já conseguiu mostrar como as redes sociais têm um impacto negativo na saúde mental dos usuários, aumentando a sensação de tristeza e até inveja.

Assim como a ciência tem vindo a alertar cada vez mais, o exercício físico é fundamental para a boa saúde da mente, tendo ficado já provado que as pessoas que combatem o sedentarismo tendem a ter menos pensamentos depressivos. E se a atividade esportiva é importante, a capacidade de parar de procrastinar é também fundamental, lê-se na publicação, que revela que quanto mais as pessoas adiam o que têm para fazer, mais ansiosas e estressadas ficam.

No leque de hábitos diários que melhoram a saúde mental – e, por consequência, a saúde física também – estão ainda a boa rotina de sono, a perda do hábito de querer fazer tudo ao mesmo tempo (sim, está na hora de dizer não ao multitasking) e a importância de dedicar uma parte do dia aos cuidados pessoais, que podem ser um banho mais longo, uma leitura, uma música, uma ida ao cinema, etc.

Fonte LifesStyle

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here