Não há aliança política entre o governador Jackson Barreto (MDB) e o deputado federal André Moura (PSC).

Há os que teimam em dizer que existe a tal aliança por desinformação, por esquecer ou desconhecer as nuances de uma eleição atípica. fingir que não tem lado ou esconder interesses políticos por tràs de supostas “informações”.

É só conversar com políticos de lado a lado e perceber que, como o quadro eleitoral em Sergipe continua muito indefinido e há duas vagas para o Senado, os apoios e votos se confundem bem antes de o jogo começar.

Teremos nessas eleições uma profusão de casamentos às avessas de votos.

Tudo isso principalmente porque André decidiu jogar um jogo diferente e usa seu enorme prestígio em Brasília para liberar recursos de emendas para muitos e não como antes, quando o mundo político sergipano se dividia apenas entre dois grupos, que só se beijavam e se amavam nas próximas eleições.

Agora, tá muita coisa junta e misturada.

As andanças e ordens de serviço de André e do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) são a exposição pública do que vem ocorrendo quase que diariamente nos bastidores em vários municípios.

É fácil perceber.

É só deixar de insistir em tentar fazer os interesses políticos, escondidos em supostas imparcialidades, falarem mais alto que a verdade.

Quem viver, verá: a maior parte do eleitorado já não quer mais se envolver na briga de intereses entre os políticos.

Fonte NE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here