O ministro Herman Benjamin, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), avaliou ao blog nesta terça-feira (6) que “não há espaço para recuar” na aplicação da Lei da Ficha Limpa.

“Não há [espaço] na Justiça Eleitoral e não há na opinião pública. Ninguém aceita. Pelo contrário. As pessoas acham que a Lei da Ficha Limpa é pouco”, declarou.

Herman é ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e foi o relator da ação que pedia a cassação da chapa Dilma-Temer.

O magistrado diz que a Ficha Limpa é um grande avanço na fiscalização eleitoral porque, enquanto em outro países candidatos retiram as candidaturas após denúncias, o Brasil exige um processo longo para retirar alguém da corrida eleitoral.

“Nós queremos que isso vire inquérito policial, depois que haja denúncia penal, depois instrução probatória na instância que seja, condenação, recursos e aí uma decisão de Tribunal e os acórdãos de declaração dessa mesmo Corte”, criticou.

Fonte G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here