Atendendo a um convite do vereador e presidente do Legislativo Municipal Ibrain Monteiro, o prefeito Valmir Monteiro, discursou na primeira Sessão Ordinária de 2018 da Câmara de Vereadores de Lagarto, realizada nesta quinta-feira, 15 de fevereiro.

Valmir estava acompanhado dos secretários da Educação Vanda Monteiro; da Comunicação Social Aloísio Andrade; da Saúde Cleverton Andrade, da Indústria e Comércio Itamar Santana e da Agricultura e Meio Ambiente Flamarion Deda.

O chefe do executivo deu boas-vindas aos dezessete vereadores para mais uma jornada e explanou sobre diversos assuntos de interesse do legislativo.

Apresentou e distribuiu entre os mesmos cópias da Receita líquida e repasses financeiros do município para o ano de 2018. O referido documento apresentava um comparativo de arrecadações entre os anos de 2016 e 2017.

Apesar de quedas e perdas significativas em alguns setores o prefeito comemorou um aumento de 20,29% no ICMS.

Valmir atualizou os edis sobre o andamento de diversas obras que foram iniciadas no município nestes primeiros dias do ano. Algumas destas serão entregues nos próximos dias, a exemplo da Creche do Loteamento Mesquita e do aguardado Espaço Educativo Urbano II no Povoado Tanque.

As referidas obras que estavam paralisadas foram retomadas pela atual administração e deverão ser inauguradas no próximo dia 23 de fevereiro.

O prefeito lamentou a disseminação de calúnias por meio de alguns órgãos da imprensa local e inclusive outdoors que sugeriram que ele havia aprovado junto com a bancada de situação a cobrança de IPTU para alguns povoados.

“O que aprovamos aqui nesta casa, de forma inteiramente constitucional, foi um aumento de 30% no imposto que é cobrado no município e concedendo um desconto de também 30% para os que optarem por pagar em parcela única. E corrigimos valores de grandes imóveis que foram “desvalorizados” por seus proprietários como forma de pagar um valor bem inferior que o previsto pela nossa legislação”, disse o prefeito.

Ainda no tocante as obras, convidou os vereadores a conhecerem as reformas do Centro de Zoonoses e da Secretaria Municipal de Saúde.

Se dirigindo a vereadora e professora Creuza do Oiteiros, ele comentou sobre o reajuste do piso dos magistério municipal e que inclusive nesta sexta-feira, 16, estará efetuando o pagamento de 1/3 ferial dos professores.

Matadouro Municipal

Valmir fez um breve comentário sobre a decisão favorável da Justiça em manter o funcionamento do Matadouro Público de Lagarto e informou que o mesmo deverá ser terceirizado. O que deve ocorrer por meio de uma chamada pública e edital que será publicado nas próximas semanas.

Com a palavra os vereadores

Pela ordem, tanto vereadores da situação quanto oposição desejaram boa sorte nos trabalhos do executivo e fizeram algumas reivindicações.

A exemplo da edil Marta da Dengue que agradeceu e parabenizou pelos calçamentos do Conjunto Santa Terezinha no Bairro Novo Horizonte e do acostamento do Bairro da torre (Pista de Lagarto-Itabaiana) e pediu mais obras de pavimentação.

Soró da Brasília agradeceu pela reforma da praça e calçamento de várias ruas de sua comunidade. E especialmente pela sonhada pavimentação asfáltica da Praça de Eventos. Soró pediu que o prefeito intercedesse ao MP para possibilidade de reconstrução da lanchonete que havia na praça em questão e que fora demolida.

Valmir aproveitou o ensejo e tocou levemente em um Projeto de Lei para licitação de Quiosques para lanchonetes e afins em terrenos da prefeitura localizados na sede e em povoados a exemplo da Brasília, que por conta de determinação do MP perdeu um de seus únicos quiosques que era localizado em praça pública.

Finalizando sua participação o prefeito informou que o conserto da Câmara Frigorífica do Mercado Municipal já está sendo executado, e que pediu uma visita urgente de técnicos da Secretaria de Estado da Infraestrutura e do Desenvolvimento Urbano–SEINFRA, para esclarecer dúvidas sobre a capacidade real de acondicionamento da carne e reformas necessárias naquele equipamento.

Lembrou que, mesmo 60 dias de iniciadas as atividades do referido mercado, a prefeitura ainda não cobrou qualquer taxa de condomínio aos atuais feirantes.

Excelente notícia para a Saúde do Município

Valmir informou que a prefeitura está negociando um terreno ou prédio no município para construção de uma Clínica de hemodiálise proveniente do município de Estância para que pacientes não precisem se deslocar até a capital em busca deste tratamento.

Em breve a Secretaria de Comunicação Social trará maiores detalhes sobre esta parceria tão benéfica para a saúde da população lagartense.

Fonte: Ascom

4 COMENTÁRIOS

  1. Leve os vereadores pra mostrar as reformas e aproveite pra mostrar os processos licitatórios também ou as reformas foram feitas como o mercado da Brasília sem licitação pública??
    Lagarto vai entrar pra história mas não positivamente e sim como a primeira cidade do Centro Sul a ter um prefeito caçado no meio do mandato do mesmo.
    Lagarto não precisa de Rádio ou ex prefeito pra enxergar os erros da atual administração não.
    Basta ler o que é Nepotismo no Google e ver que é proibido e ver o que acontece na atual administração.
    Câmara dos vereadores de Lagarto é uma vergonha só tem parlamentar fraco com medo de ir contra a gestão e que pensa somente em si e em reeleição.
    Mas outubro tá chegando quero ver o papinho de amigo de verdade é blábláblá.

  2. Não existe uma cidade como Lagarto num retrocesso desses a saúde tá deplorável.
    Segurança pública não existe.
    Não tem 1 posto de saúde em lagarto que tenha medicamentos,atendimentos médicos e tudo que é necessário em ordem todos tem algum problema.
    Mercado Municipal deu no que deu o matadouro acabou fechando vamos ter um aumento de 30%no valor da carne que pra que sou dona de casa conta muito na hora de fazer a feira esse aumento de IPTU e a extensão pra zona Rural logo se vê que é caixa pra campanha mas é aquela coisa o povo tá vendo.
    Nunca pensei de dizer isso mas.
    Saudade do prefeito LILA.

  3. Esse conjunto joao almeida rocha e de enfeite e ? Varias familias pagando aluguel muitas vezes sem poder pagar pocha valmir olhe pra esse povo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here