Na última sexta-feira (2), a Guarda Municipal de Lagarto ficou sem operacionalidade devido à falta de veículo. 

Segundo o diretor Alisson Melo, a única VTR que a Guarda dispõe, parou de funcionar e somente ontem foi levada para a garagem da Prefeitura Municipal de Lagarto para a realização de reparos.

Além do veículo, a Guarda possui duas motocicletas, que foram consertadas recentemente depois de algum tempo paradas, mas as mesmas não são adequadas para desenvolver o trabalho da guarda, elas não possuem sirene, nem giroflex , ou seja, não permitem que os agentes realizem uma perseguição por exemplo, já que elas não tem identificação de viatura.

Desde a sexta-feira até o domingo, a GML registrou 48 ocorrências sem atendimento. A maioria dessas ocorrências foram por causa de perturbação do sossego, com 13 chamados, porte ilegal de arma de fogo, indivíduo embriagado e invasão ao patrimônio público. 

Em contato com o Secretário Municipal de Ordem Pública, Adelson Ribeiro, o mesmo esclareceu que “a demora foi ele tomar conhecimento que a viatura estava quebrada, eu só soube no sábado e a garagem já estava fechada. Ontem nas primeiras horas do dia, o veículo foi encaminhado, fizeram a avaliação e estão aguardando as peças chegarem de Aracaju”, afirmou Adelson.

A previsão é de que a noite a viatura já esteja reparada e o serviço seja retomado normalmente. Ainda segundo Adelson, a GML não está totalmente paralisada, os agentes estão realizando as rondas com as motocicletas. 

 

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here