Na manhã deste sábado (10), a Universidade Federal de Sergipe e O Projeto Colônia Treze Contra o Câncer em parceria com a Cooperativa de Eletrificação e Desenvolvimento Rural Centro Sul de Sergipe – CERCOS, realizaram uma roda de conversa com o tema “O uso de agrotóxico e qualidade de vida”, no Colégio Estadual Luiz Alves de Oliveira, na Colônia 13.

O evento contou com  a participação do Prof. Roberto Ribeiro, professor da Universidade Federal do Paraná e natural da Colônia Treze, que   juntamente com o Prof. Marcos Matos  conduz o projeto “Colônia 13 contra o câncer” o qual é formado por uma equipe de 11 estudantes das escolas Luiz Alves e Monsenhor Daltro.  

Zona rural de Lagarto com aproximadamente 20 mil habitantes, a Colônia Treze tem apresentado um elevado índice de câncer, o que causou curiosidade nos profissionais, levando-os a desenvolver uma pesquisa com o intuito de descobrir quais os fatores que estão contribuindo para elevação desses dados. Os alunos da comunidade envolvido no projeto realizaram um levantamento dos casos de câncer ocorridos na comunidade. Os dados dessa pesquisa foram encaminhados para a USP de São Carlos e estão em fase de análise, somente no mês de julho os resultados serão apresentados, afirmou  Vitória, aluna do Luiz Alves e bolsista do projeto.

Além da equipe do projeto Colônia 13 Contra o Câncer, a organização da roda de conversa foi feita pelos alunos da UFS de Lagarto que cursam a disciplina Prática de Ensino em Comunidade (PEC) do ciclo 1.  Oriundos de diversos cursos de saúde, esses alunos coordenados pela Profa.  Ariana Cavalcante desenvolvem intervenções nas comunidades a fim de identificar e discutir com a população  quais são as demandas locais de saúde , afirmou Emily, aluna da disciplina PEC.

“Nós do Projeto Colônia Treze Contra o Câncer e  Profa Ariana decidimos  realizar esse evento para discutir o uso de agrotóxicos e qualidade de vida porque os nossos primeiros estudos indicam que esses podem ser um dos fatores que podem estar contribuindo para os casos de câncer na comunidade. No dia 23 de março outra roda de conversa desse tipo acontecerá no povoado Porção,” afirmou o Prof. Roberto Ribeiro.

Também se fizeram presentes no evento, o agrônomo Rafael Feitosa, representando a SESCOP, alunos da Escola Municipal Maria da Glória, Prof. Rafael Cavalcante, chefe do Departamento de Farmácia da UFS/Lagarto, e integrantes da comunidade em geral.

Aroldo, diretor da cooperativa Cercos, ressaltou a importância da realização de debates na comunidade e reforçou o convite à da comunidade, para participar dessas ações que a Cercos vem desenvolvido na comunidade.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here