A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) está realizando nova vistoria no veículo onde foi assassinado o capitão Manoel Oliveira, comandante da Companhia Especializada em Operações Policiais em Área de Caatinga [Grupamento da Polícia Militar que atua em ações preventivas no sertão do Estado conhecido como Pelotão de Caatinga].

O crime ocorreu na noite de quarta-feira passada, dia 4, em Porto da Folha e foi identificado logo depois que a Polícia Militar encontrou um Corola em chamas, abandonado em um trecho da rodovia que liga o município de Porto da Folha a Monte Alegre.

De acordo com informações da assessoria de imprensa da SSP, a Polícia Civil, responsável pela investigação, quer identificar o tipo de armas usadas pelos assassinos e a quantidade de tiros que atingiram o veículo naquele atentado que culminou com a morte do capitão.

O veículo está custodiado no Complexo de Operações Policiais Especiais da Polícia Civil (Cope) e o resultado das análises nesta nova perícia será anexado ao inquérito policial que está sendo conduzido pelo delegado Dermival Eloy, diretor do Cope, com acompanhamento do delegado Jonathas Evangelista, coordenador das Delegacias de Polícia Civil do Interior.

A SSP tem convicção que o crime foi executado e planejado por um grupo bem articulado, atuante na criminalidade. Os detalhes da investigação que estão em andamento no Cope são mantidos em sigilo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here