A Polícia Federal vai analisar fotos e vídeos para identificar os manifestantes que invadiram o triplex atribuído ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Guarujá, litoral de São Paulo. A PF afirma que houve danos em portas e que moradores foram hostilizados durante a ocupação, na manhã de segunda-feira (16). Cerca de 50 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e da Frente Povo Sem Medo ocuparam o imóvel durante cerca de quatro horas ontem. O grupo saiu do local após negociações com a Polícia Militar.

A delegada da PF Luciana Fuschini abriu inquérito ainda na segunda por “esbulho possessório”, quando há uma invasão violenta feita por um grupo a um bem. O caso é atribuição do órgão porque o apartamento foi confiscado pela Justiça durante as investigações da Operação Lava Jato, que condenou Lula, e será leiloado.

Os advogados dos dois movimentos se apresentaram à Delegacia da corporação, mas não indicaram os nomes dos envolvidos no ato.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here