A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) recebeu nesta quarta-feira (2) uma denúncia contra a conselheira do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe Maria Angélica Guimarães Marinho. Ela foi denunciada por peculato, relativo ao período em que ocupava o cargo de presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese).

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), a então deputada e presidente da casa legislativa propôs emenda parlamentar para a destinação de R$180 mil para duas entidades assistenciais com o objetivo de levantar valores para o financiamento da campanha eleitoral de seu marido e de seu grupo político, em 2013. Segundo o MPF, o dinheiro teria sido desviado das entidades para a campanha eleitoral de 2014.

Também foram denunciados os gestores das instituições assistenciais supostamente envolvidas no desvio. Com o recebimento da denúncia, os três denunciados se tornam réus na ação penal, que agora terá prosseguimento.

A defesa da conselheira ainda não se posicionou sobre a denúncia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here