Ação coincide com o Dia Nacional de Uso Racional de Medicamentos, neste 5 de maio
para alertar a população dos riscos que a automedicação acarreta, o Centro de
Informações sobre Medicamentos da UFS em Lagarto (CIMUFS-LAG) promove esta
semana uma série de atividades de conscientização dentro da Campanha Nacional Pelo Uso Racional de Medicamentos.

As atividades acontecem de 2 a 5 de abril, com ações ocorrendo em Unidades Básicas
de Saúde (UBS), CAPS, escolas de Ensino Médio, asilo, maternidade e em praça no
Centro de Lagarto. O evento é iniciativa do CIMUFS-LAG e do departamento de
Farmácia de Lagarto.

A ação coincide com o Dia Nacional do Uso Racional de Medicamentos, que se celebra
neste 5 de maio com o objetivo de ressaltar o papel do uso indiscriminado de
medicamentos e a automedicação como principais responsáveis pelos altos índices de
intoxicação por remédios.

“A informação é uma ferramenta poderosa na área da saúde; sendo assim informar
sobre uso correto e racional de medicamentos se torna de grande importância no que
tange à prevenção de danos e à melhoria da qualidade de vida”, ressaltou Taís Cristina Unfer, do Departamento de Farmácia de Lagarto (DFAL).

“Com o apoio da Universidade Federal de Sergipe e do Hospital Universitário de
Lagarto/Ebserh temos trabalhado dentro e fora da unidade hospitalar com os
profissionais de saúde e a comunidade em geral”, observou, lembrando que o CIMUFS-LAG vem com essa proposta para a comunidade de Lagarto e região desde a sua criação, oferecendo um serviço de fácil acesso ao conhecimento e interligando o ensino, a pesquisa e a extensão.

“As atividades do CIMUFS-LAG beneficiam não somente os profissionais dentro da
unidade hospitalar como também a comunidade do município”, destacou a chefe da
Unidade de Dispensação Farmacêutica do HUL, Fabrícia Alvisi Oliveira de Mendonça.
De acordo com os especialistas, a automedicação pode agravar doenças, já que a
utilização de remédios sem a informação adequada pode esconder determinados
sintomas. Eles alertam que há o risco da combinação errada de substâncias, uma
podendo anular ou potencializar o efeito da outra. E que a venda de medicamentos sem receita, quando esta for obrigatória, pode trazer implicações sérias para a saúde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here