A apresentadora e cantora Carla Perez voltou a falar sobre a briga que teve com Compadre Washington, um dos vocalistas do grupo É o Tchan. A loira publicou um textão nas redes sociais e revelou se perdoa ou não o ex-companheiro de É o Tchan.

”Não gostaria de estar entrando, MAIS UMA VEZ, nesse assunto que é chato demais. Mas, como algumas pessoas que se dizem profissionais não tem algo mais importante para focar, estão sem assunto para falar e saem destilando veneno em rede nacional…”, iniciou ela.

“Não gostaria que ficassem remoendo o motivo da minha saída há 20 anos do É o Tchan!!! Isso mesmo!! Assunto antigooooo!!! Aff!! Participei do programa da Sabrina e depois de um longo e lindo bate-papo e homenagens que recebi no programa, “os sem assuntos” resolveram colocar uma lente de aumento nessa questão velha, batida e rebatida. Além de eu NÃO ter chorado ao falar sobre isso, naquele momento só tive a educação de responder uma pergunta que me foi feita e respondi tranquilamente, sem intenção de criar nenhuma polêmica”, acrescentou a mulher de Xandy.

Por fim, Carla revelou o perdão.”Querem dar destaque a algo? Destaquem algo bom, a atitude de reconhecer um erro e o ato de perdoar. Sim, ele pediu perdão! Sim e eu o perdoei!!! Agora CHEGA desse circo! Tenho muito mais o que fazer, família para cuidar e roupa para lavar!”

MOTIVO DA BRIGA

Em conversa com o programa TV Fama, Carla disse que um bambolê foi o motivo causador da agressão e na época o hit do grupo era ‘Bambolê’. “Scheila jogou para uma prima dela, se eu não me engano, o Jacaré jogou para esse rapaz também, e eu também jogou para  ele porque ele disse que tinha duas sobrinhas”, contou.

Washington não gostou, discutiu com ela e tentou derrubá-la no palco. “Aí, eu empurrei ele”, afirmou a loira. Carla ainda explicou o motivo de ter quebrado o camarim após a briga. “Não estava acreditando que ele teve a capacidade de fazer uma coisa daquelas.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here