O senador Antônio Carlos Valadares, PSB, disse nesta quinta-feira que ele e seu grupo político não temem o fato de serem, entre os demais grupos que se dispõem a disputar o Governo de Sergipe, os mais pobres financeiramente.

Para o senador Valadares, o aspecto financeiro não será nenhum impedimento a uma possibilidade de sucesso da pré-candidatura de Valadares Filho ao Governo. “Não tememos isso”, avisa ele.

“E dou por exemplo o fato de que sempre fui fraco financeiramente, mas sempre ganhei. Se fosse por dinheiro, eu nunca teria sido eleito a nada. E nem o próprio Marcelo Déda teria sido governador”, reforça ele.

“Não é o dinheiro que me sustenta na política. O que me sustenta na política é um patrimônio diferente. É o patrimônio da credibilidade e da confiança popular”, diz.

Segundo o senador Valadares, não há pressa em lançar oficialmente a pré-candidatura de Valadares Filho ao Governo. Mas, adverte, é um projeto definido. “Estamos indo muito bem, e por isso não podemos nos precipitar”, diz ele.

“Veja que o Governo do Estado, com todo o poder que tem, ainda não lançou sua própria chapa. O líder do Governo Temer, pelo mesmo modo. Nós queremos lançar a chapa completa, com o govenador, o nome ao Senado, o vice, os candidatos a deputados federais, os estaduais e coligações. Não vamos lançar uma chapa dois por um. Mesmo que demore mais um pouco”, reforça.

O senador Valadares admite que as conversas de Valadares Filho não incorporam o ex-deputado Mendonça Prado na pré-chapa. “Não conversamos com ele sobre isso, porque ele se mantém pré-candidato a governador. E nós não vamos menosprezá-lo na opção dele. Se ele diz textualmente que é pré-candidato a governador e que só faz aliança com quem apoiá-lo para a disputa deste mandato, o que é que queremos mais? Tentar dissuadi-lo seria afrontoso a ele”, arremata.

Diferentemente, adverte o senador Valadares, estariam as coisas para as bandas de Henri Clay Andrade, ex-presidente da OAB-SE, que esta semana antecipou a sua desincompatibilização para poder tocar em frente a pré-campanha de senador pelo PPL.

“Henri Clay Andrade, sim, quer apoiar Valadares Filho, mas não se definiu nada ainda, porque Valadares Filho está conversando com todos e pedindo paciência para fazer o anúncio da chapa completa, conforme mencionei. Mas a conversa entre Henri Clay e ele está bem adiantada. O que anima a gente é que o projeto de candidatura própria está na boca do povo. E as pesquisas vão demonstrar isso. Há consistência e viabilidade na candidatura de Valadares Filho”, diz.O

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here