O Atlas da Violência 2018 foi divulgado nesta terça-feira, 5, pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública e pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), e, ao ter acesso ao documento, o deputado Gustinho Ribeiro (SD) levou um verdadeiro susto: Sergipe é o estado mais violento do Brasil.

“Sergipe lidera esse triste ranking como o estado com a maior taxa de homicídios do país. São 64,7 mortes para cada 100 mil habitantes. Territorialmente é o menor estado do Brasil, mas quando se refere às políticas públicas de segurança e educação pelo poder público é o pior da nação”, afirmou o deputado, enquanto lia o relatório de mais de 90 páginas.

Perguntado se o cenário pode mudar, ele foi otimista. “Sergipe não pode ficar refém da violência e dos bandidos, é claro que há caminho. Houve pouquíssimo investimento do atual governo para combater o problema, porém é preciso pensar em novas formas de oportunizar educação, lazer e emprego aos jovens e negros, que são as maiores vítimas da violência urbana”, completou.

O parlamentar destacou trechos do relatório do Atlas que precisam de alerta, como o aumento gradativo do índice de homicídios no estado recentemente. “É preciso aumentar o efetivo policial e investir em ações educativas, que é por onde devemos seguir. O maior medo da população é saber que o estado está em falência e não está criando perspectivas de mudança. É preciso renovar”, apontou Gustinho.

Outros números que dão a sensação de um estado de total insegurança são em relação à taxa de homicídios entre jovens, 142,7 para cada 100 mil jovens de 15 a 29 anos; contra negros, 79% dos homicídios; e contra mulheres, aumento de 50% do número de feminicídios nos últimos anos.

3 COMENTÁRIOS

  1. Porque não convence o Prefeito Valmir a realizar concurso pra Guarda Municipal de Lagarto, senhor deputado que esta defasado o efetivo. aumentando a o efetivo com certeza juntamente com a PM E PC diminuiram bastante a criminalidade na sua cidade. abra o olho o povo de lagarto deve cobrar de seus parlamentares. que pouco fazem pela cidade.

  2. Falou o deputado que até agora não disse pra que veio.Passou quatro anos mamando no governo, não fez nada e, pulou fora do barco. Agora quer pagar de bom moço.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here