Para quem esperava a radicalização, o PT jogou com a inteligência, a lógica, a razão.

Dependente da formação de chapa própria, o partido decidiu neste domingo, 29, em seu Encontro de Táticas e Estratégias, em Aracaju, que aceita participar de chapão de candidatos a deputado estadual, desde que todos os partidos governistas façam o mesmo.

Entre os governistas, pelo menos em tese, o chapão elegeria de cara cinco deputados estaduais: Luciano Bispo (MDB), Zezinho Guimarães (MDB), Luis Garibalde (MDB), Maisa Mitidieri (PSD) e Jefferson Andrade (PSD).

Todos os outros, com chances de vitória em chapinha, lutariam para fugir da forca.

Assim, o PT, com bastante inteligência, jogou às feras PODEMOS, Avante e PCdoB. Se cederem, comprometerão a eleição de seus principais nomes. Se não cederem, criarão problemas para a eleição de Luciano, Zezinho Guimarães, Garibalde, Maisa e Jefferson.

Enquanto isso, os petistas torcem para os que três partidos não cedam, para formar chapa própria de candidatos a deputado estadual.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here