Os índices divulgados nesta quarta-feira, 29, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), e analisados pela Secretaria de Estado da Educação, apontam uma considerável melhoria dos índices das competências de leitura e resolução de problemas, além da aprovação entre os alunos do ensino fundamental e do ensino médio das escolas estaduais de Sergipe. 

De acordo com os dados do Departamento de Educação/Núcleo de Estudos, Pesquisas em Avaliação e Currículo, da Secretaria de Estado da Educação (DED/ Nepac), a taxa de aprovação nos anos iniciais (1º ao 5º ano) aumentou de 83% para 89%, ou seja, houve diminuição nas taxas de reprovação e abandono nos anos iniciais. A nota média de proficiência em Língua Portuguesa e Matemática também aumentou, num percentual de 7.81% (Língua Portuguesa) e 3.99% (Matemática), indicando que os alunos dos anos iniciais em sua trajetória escolar melhoraram suas habilidades leitoras e de resolução de problemas.

Nos anos finais, os dados também apontam resultados positivos na aplicação das políticas públicas do Governo de Sergipe dos últimos anos. Do 6º ao 9º ano, a taxa de aprovação na rede estadual passou de 62,6% para 73%, ou seja, um aumento de 10,4% no índice, o que significa também diminuição nas taxas de reprovação e abandono nos anos finais.  

A nota de proficiência em Matemática e Língua Portuguesa segue a mesma análise positiva, num percentual de aumento de 1.27% (Matemática) e 6.8% (Língua Portuguesa) de aprendizagem. “Houve uma melhoria no dado do fluxo/aprovação em todos os anos, do 1º ao 5º ano. 

Especialmente no 3º ano, em que tivemos queda no período de 2013 a 2015, conseguimos aumentar a taxa de aprovação em 2017, de 71,5% para 77%”, avaliou Helena Andréa Soares, assessora do Nepac, assegurando que as melhorias foram processuais e pedagógicas em todos os anos do ensino fundamental.

“Os dados apontam que tivemos uma considerável melhora, mas que precisamos perseguir com o programa de governo na qualificação dos resultados, na efetivação de uma prática de avaliação e acompanhamento em curto e longo prazos”, avalia o secretário Josué Modesto. 

Ensino Médio

A taxa de aprovação nos anos do ensino médio também aumentou de 66,7% para 75%, acompanhando os índices positivos.  A nota de proficiência em Matemática e Língua Portuguesa segue a mesma análise positiva, num percentual de aumento de 6.84% para a resolução de problemas (Matemática), passando de 248.39 para 255.23, e de 7.88% na melhoria da leitura (Língua Portuguesa), aumentando de 245.24 para 253.12.

“É importante observar que houve um aumento considerável na taxa de aprovação em todas as três séries do ensino médio. Na 1ª série, em que de 2013 a 2015, tivemos queda no índice de rendimento, no período de 2015 a 2017 saltamos de 55.2% de aprovação para 63%, seguindo também aumento nas 2ª e 3ª séries, o que denota um trabalho continuado focado na permanência dos estudantes com a qualidade”, disse Joniely Moura Cruz, interlocutora do Inep e chefe do Ensino Médio da Seed. 

Ela destaca que a melhoria dos indicadores de aprendizado e rendimento, tanto no ensino fundamental como no ensino médio, mostra que foi trabalhado com foco no aprendizado dos alunos e no acompanhamento da sua trajetória escolar. “Precisamos persistir nas ações que estão contribuindo para a garantia dos Direitos da Aprendizagem”, destaca.

Segundo a diretora do Departamento de Educação, Ana Lúcia Muricy, as políticas públicas de Governo de Sergipe começam a impactar nos índices, assegurando mais qualidade nos processos educacionais e tirando Sergipe dos últimos lugares em que se encontrava. “Vamos perseguir e efetivar cada vez mais o trabalho pedagógico, fortalecer o currículo das escolas, a política de formação continuada em rede, e construir, continuamente,uma cultura de avaliação diagnóstica/formativa e qualitativa para o processo de aprendizagem”, ressaltou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here