Capacitação sobre biossegurança ocorrido ao longo desta semana no Hospital Universitário de Lagarto (HUL-UFS) discutiu acidentes ocupacionais e medidas de precaução e isolamento para diminuir riscos de exposição a materiais biológicos, especialmente os perfurocortantes. 

O evento aconteceu nos três turnos de funcionamento da unidade hospitalar, envolvendo todos os profissionais relacionados à assistência à saúde e também estudantes e residentes. Durante a realização da capacitação foi distribuído material educativo sobre biossegurança e bisnagas de álcool-gel para cada participante, incentivando assim a prática de higienização das mãos.

A capacitação contou com a participação do médico infectologista Thiago Mendes, da enfermeira da Vigilância Rafaela Guimarães e da enfermeira do Trabalho Larisse Carvalho. O objetivo é o de prevenir a ocorrência de acidentes ocupacionais envolvendo materiais biológicos.

“O intuito é garantir a segurança dos profissionais e diminuir o risco de possíveis acidentes ocupacionais, especialmente com perfurocortantes, e proporcionar uma assistência segura aos usuários do HUL”, ressaltou Rafaela Guimarães. “O objetivo é informar e sensibilizar os profissionais sobre os riscos inerentes às profissões da área da saúde, e também capacitar na tentativa de minimizar esses riscos”, disse por sua vez Larisse Carvalho.

Para o médico Thiago Mendes, infectologista do HUL, a capacitação visa os profissionais e usuários da unidade hospitalar. “Preparar os nossos profissionais de saúde para prestar, de maneira segura, uma assistência de qualidade para os pacientes do HUL”, enfatizou. A iniciativa de realização do evento foi do Setor de Vigilância em Saúde e Segurança do Paciente (SVSSP) em parceria com o SOST (Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho), do Hospital Universitário de Lagarto.

1 COMENTÁRIO

  1. Eles são capacitados em atender às pessoas mal isso sim, com total descaso. Os pacientes passam o dia inteiro nesse hospital com fome e com problemas que poderiam ser resolvido rapidamente. Esse pronto socorro está mais pra um pronto inferno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here