Egípcia que chegou a pesar meia tonelada morre em Abu Dhabi

Eman Ahmed Abd El Aty tinha elefantíase e perdeu mais de 300 quilos. Ela morreu com complicações cardíacas

0

Uma egípcia que chegou a ser considerada a mulher mais gorda do mundo após pesar mais de 500 quilos morreu na manhã desta segunda-feira (25), por complicações cardíacas combinadas a uma insuficiência renal — anunciou o hospital de Abu Dhabi, onde estava internada.

Eman Ahmed Abd El Aty em foto do dia 24 de julho (Foto: Saeed Bashar / AFP)

Eman Ahmed Abd El Aty era atendida por uma equipe de 20 médicos desde sua chegada aos Emirados Árabes Unidos, em maio, procedente da Índia, indicou o Burjeel Hospital, em um comunicado.

A paciente pesava meia tonelada quando chegou a Mumbai, em fevereiro passado. Ela sofria de elefantíase, uma patologia que provoca inchaço dos membros e de outras partes do corpo. Desde então confinada a uma cama, Eman passou por uma cirurgia. Com a operação e um regime alimentar líquido, perdeu 323 quilos.

A história dessa mulher de Alexandria que não saía mais de casa há 25 anos foi noticiada mundo afora. Um cirurgião indiano se ofereceu, então, para operá-la. Eman Ahmed Abd El Aty sofria de diabetes, hipertensão e insônia.

As operações para redução de peso são cada vez mais frequentes na Índia, onde a obesidade avança, sobretudo, nas áreas urbanas. Agora a americana Pauline Potter é considerada a mulher mais gorda do mundo. Em julho, pesava 293 quilos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here