Xodó da torcida do Corinthians, Pedrinho percebeu do banco de reservas algo que passou em branco para os 11 jogadores da sua equipe que estavam em campo.

Foi a percepção que colocou o Corinthians na final da Copa do Brasil com a vitória por 2 a 1 sobre o Flamengo nesta quarta (26), no Itaquerão. Para atender aos pedidos do público que lotou a arena, o técnico Jair Ventura colocou o atacante em campo aos 22min do segundo tempo. Um minuto depois, na primeira vez que pegou a bola perto da área, Pedrinho testou a coxa lesionada de Diego, que pulou tarde.

O garoto de 20 anos pode ter salvado a temporada do clube.

Mesmo quando a equipe ainda estava na Libertadores, antes da eliminação diante do Colo-Colo (CHI), o presidente Andrés Sanchez disse que a prioridade era a Copa do Brasil. O campeão vai arrecadar em prêmios, no total, cerca de R$ 60 milhões.

Havia a possibilidade de o Corinthians fazer final de torneio nacional contra o Palmeiras pela primeira vez depois de 24 anos. Mas a equipe de Luiz Felipe Scolari caiu no Mineirão ao empatar em 1 a 1 com o Cruzeiro. Na primeira partida, os mineiros haviam vencido por 1 a 0.

Foi o resultado que acabou com a possibilidade de o Palmeiras conquistar quatro títulos no ano. Ainda restam o Brasileiro e a Libertadores. Se vencer a competição continental, haverá o Mundial de Clubes no final do ano.

Em vez do seu maior rival, o Corinthians terá pela frente o time atual campeão e que, ao lado do Grêmio, é o maior especialista da Copa do Brasil. Será a oitava decisão do Cruzeiro, mesmo número alcançado pelo clube gaúcho.

No comando do time está Mano Menezes, que tem dois títulos no torneio. O primeiro deles em 2009, quando estava no Corinthians.

O Cruzeiro chegou à final com a mesma fórmula que utilizou a partir das oitavas: venceu fora e administrou o resultado em casa. Fez assim contra Atlético-PR, Santos (quando se classificou nos pênaltis) e Palmeiras.

Será a primeira final entre as duas equipes. O Corinthians não chegava à decisão desde 2009, quando ainda tinha Ronaldo vestindo a camisa 9.

O gol de Pedrinho e a classificação serviram também para acabar com sequência ruim de resultados em torneios de mata-mata do time no Itaquerão. Nesta temporada, perdeu a primeira partida da final do Paulista (se recuperou no estádio do Palmeiras e foi campeão) e caiu nas oitavas da Libertadores.

Se passar pelo Cruzeiro, terá também conquistado o primeiro título nacional em mata-mata desde a inauguração da Arena Corinthians, antes do Mundial de 2014.

O título também daria fôlego a Jair Ventura porque o Corinthians já estaria classificado para a Libertadores de 2019 sem se preocupar com a campanha no Campeonato Brasileiro, que é irregular. Hoje, está em oitavo.

Apesar da frustração e da briga de jogadores do Palmeiras com cruzeirenses após o apito final, o discurso de Scolari é o de concentração nos títulos que ainda estão por serem disputados.

O treinador pode também voltar a usar os titulares no Brasileiro, algo que não aconteceu nas últimas rodadas.

Pode ser a  vez de o Corinthians priorizar a Copa do Brasil. Competição em que Jair Ventura vai ouvir pedidos para fazer o que Fabio Carille e Osmar Loss não quiseram: usar Pedrinho sem medo de qualquer suposta fragilidade física do atacante.

Foi essa a justificativa dos dois treinadores que passaram pelo clube em 2018 para não colocarem em campo a revelação como titular. Mesmo com o pouco poder de fogo do ataque da equipe e a dificuldade para fazer gols.

Era um problema que o Corinthians enfrentava também contra o Flamengo até a entrada do salvador Pedrinho.

Os resultados da semifinal representaram alegria corintiana, tristeza palmeirense e frustração para os que esperavam ver o maior clássico paulista em um mata-mata após a confusão da decisão do Paulista, quando o time alviverde entrou na Justiça para anular a partida. Alegou interferência externa na arbitragem.

Poderia ter ocorrido nas quartas da Libertadores, mas o Corinthians foi eliminado. Havia a chance de se encontrarem na decisão da Copa do Brasil. Pedrinho fez com que o time alvinegro cumprisse sua parte. Faltou o Palmeiras. Com informações da Folhapress.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here