Os gastos de brasileiros no exterior somaram US$ 1,189 bilhão em setembro deste ano, informou nesta quinta-feira (25) o Banco Central.

Com isso, foi registrada uma queda de 30,71% frente ao mesmo período do ano passado, quando as despesas lá fora somaram US$ 1,716 bilhão.

“As despesas são sensíveis à taxa de câmbio, que teve uma apreciação [alta do dólar] significativa e forte nesse ano. Os gastos [no exterior em setembro] foram os menores desde maio de 2016”, afirmou o chefe-adjunto do Departamento de Estatísticas do BC, Renalto Baldini.

Segundo ele, o dólar médio ficou em R$ 4,12 em setembro deste ano, contra R$ 3,13 no mesmo mês do ano passado. “Isso, de fato, afeta bastante os gastos com viagens”, acrescentou.

GASTOS DE BRASILEIROS NO EXTERIOR EM MESES DE SETEMBRO
US$ BILHÕES1,7411,7411,6851,6852,1562,1562,3772,3771,2591,2591,2941,2941,7161,7161,1891,1892011201220132014201520162017201800,511,522,5
Fonte: BANCO CENTRAL

No acumulado dos nove primeiros meses deste ano, ainda de acordo com dados oficiais, também houve queda nos gastos no exterior, para US$ 13,875 bilhões. No mesmo período de 2017, somaram US$ 14,145 bilhões.

Alta do dólar

A queda dos gastos de brasileiros lá fora acontece em um momento de alta do dólar. Apesar do recuo de 0,84% no mês passado, a moeda norte-americana acumulou um crescimento de 21,86% na parcial dos nove primeiros meses deste ano.

Com a escalada do dólar, as viagens de brasileiros ao exterior ficam mais caras. Isso porque as passagens e as despesas com hotéis, por exemplo, são cotadas em moeda estrangeira. O papel moeda também fica mais custoso.

No começo deste ano, o dólar estava cotado em cerca de R$ 3,26. Passou para R$ 3,32 em março e para R$ 3,85 no fim de junho e para R$ 4,03 em setembro. Neste mês, porém, recuou e, nesta quinta-feira, operava ao redor de R$ 3,72 por volta das 10h40.

Analistas avaliam que as tensões eleitorais e o cenário internacional (aumento de juros em economias maduras, saída de investidores de países emergentes e guerra comercial entre Estados Unidos e seus parceiros) têm contribuído para aumentar as tensões e estimular uma alta do dólar no Brasil. Além disso, também há especulação no mercado de câmbio.

Gastos de estrangeiros no Brasil

Em setembro deste ano, informou o Banco Central, os estrangeiros gastaram US$ 373 milhões no Brasil, com queda frente ao patamar registrado no mesmo mês de 2017 (US$ 407 milhões).

Já no acumulado dos nove primeiros meses deste ano, os gastos de estrangeiros no Brasil totalizaram US$ 4,513 bilhões – com pequeno aumento frente ao mesmo período do ano passado, quandos somaram US$ 4,360 bilhões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here