Diante do ocorrido no último domingo, 24, durante o desfile de um bloco de carnaval no município de Lagarto, a Ordem dos Advogados do Brasil em Sergipe (OAB-SE) emitiu uma nota repudiando a ação da Polícia Militar contra um advogado que participava da festa.

“Walla Viana Fontes foi violentamente agredido por uma guarnição da Polícia Militar após se identificar como advogado e solicitar informações acerca da prisão de um folião conhecido que participava do evento”, diz um trecho do comunicado.

De acordo com o texto assinado pelo presidente Inácio José Krauss de Menezes, a OAB-SE tomou a iniciativa de oficializar o fato ao secretário de Segurança Pública, à Promotoria de Controle Externo da Atividade Policial do Ministério Público de Sergipe e ao Comandante-Geral da Polícia Militar e acompanhará de perto as investigações para exigir a punição aos envolvidos.

Outro caso

No dia anterior, outro caso polêmico de abordagem policial ocorreu na sede do município. Pessoas gravaram uma ação de dois policiais usando a força e levando detidos uma mãe e dois filhos.

As imagens mostram um dos PMs abordando uma mulher, enquanto um rapaz e mais uma garota, filhos dela, utilizavam aparelhos celulares para gravar a ação policial. Em seguida, outro agente tenta impedir a gravação pelo garoto aplicando nele uma rasteira, levando-o ao chão e o algemando.

A Polícia Militar de Sergipe ainda não se posicionou sobre os dois fatos. O Portal Lagartense entrou em contato com o Quartel do Comando Geral, mas não obteve resposta, estando à disposição para ouvir as partes.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here