Os motoristas e demais condutores que vão pegar a estrada durante o carnaval devem redobrar a atenção. Com o aumento do fluxo de veículos, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) deflagrou nesta sexta-feira (1) um esquema especial de fiscalização nas duas rodovias que cortam Sergipe, as BRs 101 e 235.

De acordo com a PRF, mais de 1,5 mil veículos devem ser fiscalizados nas cinco unidades operacionais da PRF em Sergipe e nas abordagens de patrulhamento ostensivo. A operação se estende até a quarta-feira (6) de cinzas. Ultrapassagens indevidas, excesso de velocidade, não utilização do cinto de segurança e embriaguez ao volante estão entre as infrações mais cometidas, como também as mais graves.

Desde novembro de 2016, dirigir sob influência de álcool, conforme artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), é uma infração gravíssima punida com suspensão do direito de dirigir por até doze meses e multa de R$2.934,70. A mesma multa é aplicada ao condutor que se nega a se submeter aos testes. O condutor também pode ser preso em flagrante pelo crime de embriaguez ao volante, conforme previsto no artigo 306 do CTB.

Quando a medição do etilômetro (conhecido como bafômetro) indicar 0,34 ou mais miligramas de álcool por litro de ar expelido dos pulmões, o condutor será encaminhado à autoridade judiciária. Na Operação Carnaval de 2018, mais de 800 testes de alcoolemia foram realizados. Desse total, 14 condutores foram flagrados dirigindo embriagados, e três deles foram conduzidos à delegacia.

Durante o ano passado, 1,4 mil condutores foram notificados por infrações diversas, sendo 174 por ultrapassagens proibidas, conduta que muitas vezes pode levar a colisões frontais. Ainda naquele período, 678 veículos foram flagrados circulando acima da velocidade máxima permitida nas rodovias federais de Sergipe.

Em caso de emergência ou denúncia, o usuário da rodovia pode entrar em contato com a PRF através do número 191. A ligação é gratuita, pode ser feita também pelo celular e o sigilo do denunciante será mantido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here