Há quatro meses, Júnior Batata passou por um drama familiar, perdeu o filho pequeno. Quase que ao mesmo tempo, precisou buscar forças e continuar trabalhando, pois a temporada no Sergipe estava prestes a ser iniciada. O atacante começou na reserva, mas aos poucos foi conquistando o espaço e se firmou entre os titulares, mostrando muita qualidade sobretudo nos chutes de longa distância. Porém, chegou um determinado momento que ele não suportou mais a distância dos familiares e pediu para ir embora, voltar para Brasília.

A saída dele não durou muito tempo. George Litiere ligou para o jogador e o convenceu a retornar. Ele já está no João Hora trabalhando com os companheiros de grupo para a sequência da temporada. Batata diz ter retornado bastante motivado e que buscou forças nas lembranças do filho para poder seguir com a carreira no futebol.

Júnior Batata está de volta ao Sergipe — Foto: Reprodução/TV Sergipe

Júnior Batata está de volta ao Sergipe —

Então, eu tive a perda no meu filho há quatro meses. Isso mexeu muito comigo. Deus tem me sustentado, me dado forças para continuar, e a coisa que ele mais gostava era de ver o pai jogando, fazendo gols, então eu vou continuar a batalha. Fui chamado para compor o grupo do Sergipe novamente e estou de volta, quero trabalhar muito para retomar o bom futebol que eu vinha mostrando por aqui. A cada dia venho me reerguendo e vim para fazer o que meu filho sempre gostou, que é ver o pai jogando e balançando as redes – comentou Júnior Batata.

Júnior Batata chegou ao Sergipe por indicação de George Litiere, que o viu jogando na segunda e na terceira divisão em Goiás. O Sergipe já ensaiou uma reação no Campeonato Sergipano. Porém precisa ainda se recuperar na Copa do Nordeste. O Gipão tem a pior campanha entre os 16 participantes. Neste sábado, enfrenta o Ceará, às 16h, na Arena Batistão, em partida válida pela 5ª rodada da primeira fase.

– Voltei para contribuir, para ajudar o Sergipe. Vou trabalhar muito e me colocar à disposição do professor para colaborar se o professor precisar de mim. A torcida e a diretoria também se mobilizaram pela minha volta e isso me deixou muito feliz e motivado para retornar. O ano de 2019 não vem sendo fácil para o Sergipe, uma sequência de jogos difíceis e esse contra o Ceará é mais um. Mas creio que com essa reação que o Sergipe teve deu uma animada e vamos buscar um bom resultado dentro de casa – concluiu Batata.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here