A deputada Goretti Reis (PSD), presidente do Conselho da Mulher da Assembleia Legislativa de Sergipe presidiu na de terça-feira, 12, a Sessão Especial de outorga da Medalha Quintina Diniz às novas colegas Diná Almeida (PODE), Janier Mota (PR), Kitty Lima (REDE) e Maisa Mitidieri (PSD); além das delegadas que aguam em delegacias da Mulher em Sergipe:  Ana Carolina Machado Jorge, Gisele Theodoro Martins Pimentel, Josefa Valéria Nascimento Andrade, Maria Socorro Carvalho Moura Sá, Mariana Diniz Franco Santos, Marília da Silva e Renata Abreu de Aboim.

A deputada Maria Mendonça fez a leitura do discurso, destacando a luta das mulheres em prol do respeito .

 

As mulheres ao longo da história foram e continuam sendo oprimidas, agredidas e desrespeitadas, contudo a violência contra as mulheres continua sendo velada e não denunciada.

É preciso fazer algo para mudar esse cenário e encorajá-las a denunciar o agressor que não deve continuar impune.

Nesse sentido, como forma de continuar a luta, durante o mês de março, esta Casa Legislativa comemora o Dia Internacional da Mulher concedendo a algumas mulheres que em nosso Estado levantam a bandeira em prol da promoção humana, do engajamento sócio-político e da defesa dos direitos igualitários”, ressalta.

O discurso também destacou a história da professora e feminista Quintina Diniz, a laranjeirense que se elegeu a primeira deputada estadual por Sergipe. “Quintina Diniz na história deste Poder, foi a precursora da participação feminina, uma mulher que teve sua vida voltada para a educação, tendo sido professora da Escola Normal Ruy Barbosa, poetiza lírica e política, que com uma oratória eloquente, tornou-se a primeira mulher a eleger-se a primeira mulher e eleger-se deputada estadual constituinte por Sergipe”.

Completa fazendo um relato dos currículos e atuação das deputadas e das delegadas homenageadas, cada uma com o seu abnegado comprometimento e singularidade fazendo da sua luta diária, a promoção do respeito da equidade de gênero.

“As vossas lutas serão relevantes pois sabem com maestria, traçar metas em prol da dignidade humana”, finaliza.

Representação

A deputada Maisa Mitidieri  destacou em nome das colegas homenageadas, a luta pela busca da igualdade de gênero.

“É uma prazer para todas nós deputadas receber esta medalha porque ela representa a luta das mulheres em busca dos direitos.

A gente sabe o quanto é difícil a gente ter igualdade de gênero.

Na legislatura passada eram quatro deputadas e agora são seis, comprometidas em buscar a luta, pois se queremos saúde, educação e segurança de qualidade para nossos filhos, temos que correr atrás e não podemos ficar omissas.

 Ficamos muito gratas de estarmos entrando nesta Casa e recebendo uma medalha com o nome da primeira deputada estadual eleita por Sergipe”, destaca Maisa Mitidieri.

Combate à violência doméstica

A delegada Ana Carolina Machado Jorge falou em nome de todas as homenageadas.

“Essa medalha é muito importante para nós que estamos na porta de entrada do combate à violência doméstica e familiar, porque antes de elas irem para o hospital para cuidarem das suas feridas é lá nas delegacias que as vítimas batem à porta.

Em nome das minhas colegas delegadas de polícia homenageadas, saúdo a mesa em nome da deputada Goretti Reis.

Destaco que, quando elegemos a carreira de delegadas de polícia, já imaginávamos alguns obstáculos que precisaríamos enfrentar: primeiro em casa, haja vista o temor dos familiares e amigos, de algo de ruim pudesse nos acontecer; segundo com alguns operadores do direito e da segurança, por acharem que polícia não é lugar de mulher e terceiro, por sermos delegadas da mulher, já que a unidade é considerada para o trato de questões classificadas como xaropadas e discussões entre marido e mulher.

Com o passar do tempo pudemos constatar que cada profissão tem seu grau de risco e o lugar dos vocacionados, deve ser aonde possa colaborar para o desenvolvimento pessoal e da sociedade; que lugar de mulher é aonde ela quiser, inclusive na polícia judiciária e que podemos ocupar qualquer função inclusive como chefes de polícia”, enfatiza.

A deputada Goretti Reis agradeceu as presenças dos participantes e falou a importância de construir políticas públicas

“Estamos muito felizes em ver a participação dos deputados estaduais, de Roseli Andrade representando o Governo do Estado, o presidente da Câmara Municipal de Aracaju, Josenito Vitales,  a diretora geral do Senado Federal, Ilana Trombka, delegadas, representantes da OAB/SE,  da Capitania dos Portos, dos trabalhadores rurais, agricultores de Sergipe, do Movimento de Lésbicas de Sergipe e demais autoridades”, afirma.

A Sessão Especial contou com a participação da Cia de Arte Alese, que encenou uma peça sobre a luta da professora, feminista e primeira deputada estadual, Quintina Diniz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here