Mais uma vez o dia foi de angústia e muita espera para os pacientes que fazem uso da insulina Detemir, própria para pacientes diabéticos. Segundo os usuários que estavam no Centro de Atenção à Saúde de Sergipe (Case), a medicação não foi entregue mais uma vez nesta quarta-feira (13) e o novo prazo dado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) é a próxima sexta-feira (15).

Esse vem sendo um problema cotidiano que tem afetado muita gente no local e preocupado os mais carentes que ficam bastante tempo sem a medicação. Quem esteve no Case na manhã de hoje, voltou de mãos vazias, já que a medicação não chegou. “Vim ontem, voltei hoje e nada. Estou desesperada com a situação”, afirma a aposentada Maria Santos.

Já são contabilizados três prazos não respeitados pela Secretaria da Saúde, que responsabiliza os distribuidores. Por meio de nota, a pasta afirmou que está em dia com os responsáveis, que não têm entregue os medicamentos no prazo correto, gerando transtorno. “O que existe é uma dificuldade de algumas empresas junto à indústria farmacêutica, o que acaba atrasando o fornecimento”, afirmou.

Outro ponto que gera problemas é em relação a fracassos em licitações, segundo a SES, nos últimos meses foram realizadas nove licitações mal sucedidas. “A Secretaria já está providenciando novos processos licitatórios de compra e também aquisições por pregão emergencial. Acreditamos que até o final de março a situação esteja praticamente normalizada”, informou a pasta na nota.

Ainda no texto divulgado, a SES disse que “faz um planejamento, inclusive com margem de 30%, para que não falte no estoque”. E estabeleceu um novo prazo para a entrega da medicação, sexta-feira (15).

Confira a nota na íntegra:

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que tem o controle do número de usuários que recebem medicamentos no Centro de Atenção à saúde de Sergipe (Case), por isso faz um planejamento, inclusive com margem de 30%, para que não falte no estoque. Ocorre que muitas empresas têm atrasado a entrega desses medicamentos, como aconteceu com a insulina Detemir. O prazo de entrega dado pela empresa é até a próxima sexta-feira, dia 15.

A SES está rigorisamente em dia com os fornecedores. O que existe é uma dificuldade de algumas empresas junto à indústria farmacêutica, o que acaba atrasando o fornecimento. Nos últimos meses, a SES também se deparou com outro problema: nove licitações deram fracassadas, ou seja, desertas. A Secretaria já está providenciando novos processos licitatórios de compra e também aquisições por pregão emergencial. Acreditamos que até o final de março a situação esteja praticamente normalizada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here