O Lagarto foi o único time que não perdeu na primeira fase. A equipe campeã também levou o título de melhor ataque, marcando 16 gols em oito partidas, uma média de dois gols por jogo. O Verdão ainda dividiu com o Confiança o posto de “clubes com maior número de vitórias”. Cada um deles derrotou cinco dos oito adversários que tiveram neste começo de campeonato.

O Dragão perdeu a liderança na última rodada porque perdeu para o Dorense, além da vitória da equipe lagartense. O Touro de Dores terminou entre os três melhores da fase e ainda teve a melhor defesa, sofrendo apenas quatro gols, o equivalente a uma média de 0,5 por partida.

Derrotas e empates
Quem mais vezes perdeu foi o Olímpico, que acabou sendo lanterna e, consequentemente, caiu para a segunda divisão do estadual. O time de Itabaianinha foi derrotado cinco vezes. Entre os classificados para o hexagonal o pior foi o Itabaiana, com quatro resultados negativos. Aliás, foi com esse mesmo número que o Tricolor da Serra se tornou o clube que mais empatou.

Entre as equipes que menos empataram na primeira fase estão: Frei Paulistano e Boca Júnior, apenas um cada. Os dois rebaixados, Guarany de Porto da Folha e Olímpico de Itabaianinha, obtiveram o menor número de vitórias, apenas uma cada. Entre os que estão no hexagonal, o Itabaiana foi quem menos venceu: só dois dos oito confrontos.

Bola na rede
Dois atacantes lideram a artilharia até aqui: Leandro Love (Sergipe) e Thiago Santos (Lagarto), com quatro gols cada. Falando em bola na rede, foram marcados 81 gols em 36 rodadas, uma média de 2,25 por partida. Além disso, somando todas as equipes que avançaram para o hexagonal, a rede foi balançada 39 vezes por eles, ou seja, o equivalente a 48,1%. Entre os classificados, Itabaiana e Frei Paulistano foram os clubes que fizeram menos gols. No geral, o pior foi o Boca Júnior, que só balançou a rede cinco vezes em oito partidas.

RESUMÃO

  • Campeão simbólico da fase: Lagarto;
  • Hexagonal: Lagarto, Confiança, Dorense, Sergipe, Frei Paulistano e Itabaiana;
  • Nem classificou, nem caiu: Boca Júnior;
  • Rebaixados: Olímpico e Guarany;
  • Total de gols: 81 (média de 2,25);
  • Melhor ataque: Lagarto (16 gols);
  • Melhor defesa: Dorense (4 gols);
  • Maior número de vitórias: Lagarto e Confiança (5);
  • Maior número de empates: Itabaiana (4);
  • Maior número de derrotas: Guarany e Olímpico (1);
  • Maior público: Confiança x Sergipe (10.388 pagantes);
  • Menor público: Boca Júnior x Frei Paulistano (23 pagantes);
  • Cartões amarelos: 158
  • Cartões vermelhos: 10
  • Maior número de cartões amarelos: Guarany e Boca Júnir (27);
  • Maior número de cartões vermelhos:Olímpico (3);
  • Time que recebeu mais cartões: Boca Júnior (27 amarelos e 2 vermelhos);
  • Equipe que levou menos cartões: Sergipe (9 amarelos 1 vermelho);
  • Único time que não perdeu: Lagarto;
  • Piores mandantes: Olímpico e Boca Júnior (3 derrotas);
  • Melhor visitante: Lagarto (2 vitórias e 2 empates);
  • Melhor mandante: Lagarto (3 vitórias e 1 empate);
  • Mais gols fora de casa: Lagarto (9).

Próxima fase
Na manhã da última segunda-feira, a Federação Sergipana de Futebol divulgou a tabela do hexagonal final do Campeonato Sergipano. A segunda fase da competição começa já no próximo fim de semana, com direito a “clássico entre Lagarto e Itabaiana na rodada de abertura.

Nesta fase, ao todo, serão cinco rodadas. Ou seja, todos enfrentando todos em turno único. Os dois primeiros colocados garantem vaga na grande final. Os três primeiros da fase classificatória fazem três partidas como mandante. Campeão simbólico do primeiro turno, o Lagarto tem até a próxima sexta-feira para decidir se vai disputar a Copa do Brasil ou a Série D do ano que vem.

Do GloboEsporre.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here