O CENTRO DE CONTROLE DE ZOONOSES vem com muita satisfação convidar toda população lagartense e regiões para prestigiarem da sua reinauguração. Na ocasião será apresentada a I MOSTRA DE PROGRAMAS OFERTADOS PELO CCZ e será entregue de materiais aos agentes de endemias.

Será um dia de bastante aprendizado e conhecimento, pois, terão vários Stands, apresentando os diversos programas de trabalho que são desenvolvidos pelo órgão.

Os stands abordarão os seguintes temas:
• Doença de Chagas
• Esquistossomose
• Combate ao Aedes
• Maus Tratos de animais
• Abandono de animais
• Programa de Leishmaniose
• Leptospirose
• Programa de Raiva
• Vigilância Epidemiológica

• CEREST

• Participação especial de Stand da UFS
o São Cristovão
o Lagarto
o Nossa Senhora da Glória
• Participação especial de Stand da UNIAGES

PROGRAMAÇÃO DAS PALESTRAS

DATA: 10/10/2017

SALA A
• 10h – 10h30min- LEISHMANIOSE VISCERAL: UMA ABORDAGEM DA MEDICINA VETERINÁRIA
• 10h30min – 11h – POSSE CONSCIENTE DE PETS

SALA B
• 10h – 10h30min- O PAPEL DO BIÓLOGO EM COMBATE A

ESQUISTOSSOMOSE MANSÔNICA
• 10h30min – 11h- ATUAÇÃO DO BIÓLOGO NO CCZ

SALA C
• 10h – 10h30min – LEPTOSPIROSE: DIAGNÓSTICO E

MANEJO CLÍNICO
• 10h30min – 11h – TOXOPLASMOSE EM GESTANTES

SALA D
o 08h – 08h30min
o 08h30min – 09h
o 09h – 09h30min
o 10h – 10h30min

• AEDES AEGYPTI: DESAFIOS E PERSPECTIVA NO CONTROLE

SALA E
• 09h – 09h30min- ENEM: A PROFISSÃO DO MÉDICO

VETERINÁRIO E DO BIÓLOGO

Obs: Sujeito a alterações

PROGRAMAÇÃO DAS PALESTRAS

DATA: 10/10/2017

SALA A
• 14h30min – 15h – LITERATURA DO TRATAMENTO DE ESQUISTOSSOMOSE

• 15h – 15h30min – TOXOPLASMOSE NA GESTAÇÃO

SALA B
• 14h30min – 15h – POSSE CONSCIENTE DE PETS
• 15:00 às 15:30 – LEISHMANIOSE VISCERAL: UMA

ABORDAGEM DA MEDICINA VETERINÁRIA

SALA C

• 14h30min – 15h – ENEM: A PROFISSÃO DO MÉDICO

VETERINÁRIO E DO BIÓLOGO

SALA D
• 14h – 14h30min
14h30min – 15h

AEDES AEGYPTI: DESAFIOS E PERSPECTIVA NO CONTROLE.

1 COMENTÁRIO

  1. Tomara que funcione mesmo, porque até então quando ligamos solicitando ajuda nunca somos atendidos. A prefeitura tem que tomar uma decisão sobre esses cachorros de rua, os coitados ficam se proliferando e pegando doenças, por sinal contagiosas e nenhuma atitude é tomada. Ao menos castração desses animais seria uma forma de amenizar a proliferação ou recolher as femeas em tempo do “nucio”. Os cachorros em meio as pessoas na feira-livre. É triste e preocupante a situação para quem pensa no bem estar dos animais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here