Com o prefeito Valmir Monteiro abrindo mão do seu quarto mandato de deputado estadual para servir ao povo de Lagarto nessa hora difícil do Executivo desta que é a maior cidade do interior sergipana.

Com o jovem deputado estadual Gustinho Ribeiro em plena ação, planejando a conquista de um mandato de deputado federal nas eleições do ano que vem.

E com a pouca boa vontade da deputada Goretti Reis de ajudar nosso município, queria convidar os lagartenses e o povo do Centro-Sul do nosso Estado a uma reflexão maior sobre nosso futuro, nossos sonhos, nossos interesses e nossos projetos a partir de 2019, tendo a Assembleia Legislativa como cenário.

Creio que o ano de 2018, pela sua condição eleitoral, será o nosso grande momento. Nosso grande laboratório de um pensar novo. Quando falo em novo, estou querendo dizer que o Parlamento precisa de novas ideias. De novos agentes.

Mas mais do que isso: que essas ideias sejam viáveis, aplicáveis. Acredito que, ao pensar em novos projetos, temos que lutar para que eles realmente aconteçam. Afinal, para que servem projetos que nunca seriam colocados em prática? Só para se ganhar uma eleição, constituir um mandato?

A região mais rica do interior de Sergipe, que simboliza o maior PIB desse Estado, precisa de representantes que defendam com unhas e dentes o seu povo e os seus projetos. Nesse contexto, a cidade de Lagarto tem um papel fundamental. Mas Lagarto sabe que todas as demais da região, as suas circunvizinhas, carecem de atenção. De desenvolvimento.

Claro que reconheço Lagarto como um subcentro regional. Um polo econômico, agrário e, agora, para nossa felicidade, acadêmico. Como bem disse o prefeito Valmir Monteiro em entrevista a esse portal, em virtude da UFS, em 10 anos ela será uma referência em educação no Nordeste. Quem sabe, para nós, como uma Capina Grande para os paraibanos.

Porque em nossa cidade pulsa intelectualidade e é com essa nova realidade que estamos ganhando a denominação de Cidade Universitária. Por isso é que hoje penso na responsabilidade que o seu gestor atual e seus legisladores do futuro terão. Eu pessoalmente me apercebi disso quando assumi, há um ano, essa responsabilidade de presidir a Câmara de Vereadores lagartense.

Temos muitas necessidades, e isso requer a ação de novos líderes. Daí a necessidade de representantes coesos, compromissados com o desenvolvimento social e econômico que Lagarto e região possuem em suas veias e que crescem a cada dia.

Portanto, vamos crescer juntos. Vamos ficar de olho em quem vai querer representar nossa cidade e região a partir de 2019. Vamos elevar o nome de Lagarto a um panteão de glórias e conquistas tão sonhadas e merecidas por aqueles que de mais precioso ela tem a oferecer, que são o seu povo e a sua capacidade intelectual e empreendedora. Fiquemos, cada um dos seus habitantes e das demais cidades, atentos.

[*] É empresário, vereador e presidente da Câmara Municipal de Lagarto.

Fonte: Portal JL Política

1 COMENTÁRIO

  1. tem até pouca boa vontade da deputada Goretti…
    povo não é cego!! tudo que Lagarto tem hoje é graças a Goretti e principalmente, Fábio Reis.
    Proximo ano tamo junto FABIO REIS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here