Entenda a Teoria da Relatividade Geral

Se preparar bem para o vestibular é essencial para qualquer candidato a uma vaga em universidade. Neste artigo vamos falar sobre a Teoria da Relatividade Geral, assunto de fundamental conhecimento para quem está fazendo cursinho para medicina ou qualquer outra área.

O que é a Teoria da Relatividade Geral?

A teoria da relatividade geral é uma generalização da teoria da relatividade restrita formulada pelo físico teórico alemão Albert Einstein no início do século XX. Einstein foi um grande estudioso das relações entre o espaço e o tempo.

Em resumo, a teoria da relatividade geral indica que eventos ocorrem simultaneamente para alguns podem ser assíncronos — sem sincronia — para outros. Então, se deu a complexa fase de estudos sobre a velocidade da luz e os diferentes objetos que ocupam o espaço-tempo.

O que é relatividade?

Quando falamos em física, a relatividade indica que todas as leis da física são iguais em todos os lugares, ou seja, são relativas. Independentemente se estamos na Terra ou em qualquer outro planeta da galáxia, as leis gravitacionais e de luz são as mesmas.

O princípio da equivalência

Essa é a base da teoria da relatividade geral. Em resumo, o princípio da equivalência indica que para qualquer experimento realizado em um local, não é possível definir se a aceleração sofrida por um objeto ou corpo é causada pea gravidade ou provém de uma força externa semelhante.

Num exemplo básico, se deixarmos um objeto cair no chão, pela ação da gravidade terrestre, ele chega ao solo com uma aceleração aproximada de 9,8 m/s². Segundo Einstein, se um objetivo for solto dentro de uma aeronave no espaço sideral, o objeto cairia na mesma velocidade, sem nenhuma influência da gravidade espacial.

Geometria do Espaço Tempo

Einstein descreveu o fenômeno de gravidade como uma alteração na geometria do espaço. Isso indica que grandes massas são capazes de distorcer o espaço, portanto também distorcem o tempo.

Dessa forma, a luz propagada pelo espaço chega aos observadores em tempos e acelerações gravitacionais diferentes, dependendo da região.

Teoria da Relatividade Geral em quatro pontos

Vamos listar abaixo quatro pontos que são bastante importantes e simples para a compreensão básica da teoria da relatividade geral. Confira abaixo:

Ponto de referência

De acordo com a Teoria da Relatividade Geral não há um único ponto de referência no universo, ou seja, não uma referência única para definir a velocidade padrão com a qual os objetos se movimentam no espaço. Os números são estimativas baseadas em vários objetos, independente do local em que estes estão se deslocando.

Relação

Por não termos um número único ponto de referência para a comparação da velocidade dos objetos, a Teoria da Relatividade Geral indica que não se pode falar de movimento sem ter uma relação com o objeto que se movimenta.

Quando medimos a velocidade média de um carro, por exemplo, estamos relacionando a aceleração do veículo com o solo pelo qual ele está passando no momento.

Exemplo básico do Trem

Este é um exemplo básico da teoria da relatividade geral, e pode ser aplicada a outros meios de transporte também como metrô, ônibus e até mesmo carros. Quando estamos dentro de um trem, nós não estamos nos movendo, em relação ao trem. Isso só acontece se estivermos andando por entre os vagões do trem.

O que está se movendo e nos deslocando de um ponto a outro neste exemplo é o trem. E o trem se movimenta em relação ao solo. Isso também indica que os passageiros também estão se movendo, mas não em relação ao solo, mas em comparação com todos os objetos parados do lado de fora do trem.

Tudo sempre está em movimento

Os seres humanos rodam sob o eixo da Terra, e inconscientemente, acompanham o movimento de rotação. A Terra gira em torno do Sol, que gira entorno do centro da Via Láctea, galáxia do nosso planeta.

Para Einstein, mesmo que cada objeto se movimenta em velocidade distintas, eles sempre estão em movimento. Por isso, o teórico afirma na teoria que não um ponto de referência no universo que permite analisar a velocidade de todos os corpos, isso tudo é relativo na comparação de um objeto a outro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here