Após a soltura do empresário Joel do Nascimento Cruz, no último dia 26 de abril, a defesa do mesmo entrou em contato com o Portal Lagartense para prestar alguns esclarecimentos a respeito do envolvimento do empresário em um suposto esquema de corrupção, que, segundo a Justiça, foi montado para desviar recursos públicos da Prefeitura Municipal de Lagarto, por meio do Matadouro Municipal.

Joel e Gildo chegando ao IML (Foto: Infonet)

De acordo com o advogado Glover Castro, Joel “não praticou qualquer delito definido no Código Penal, tampouco participou de alguma relação espúria com relação ao Matadouro Municipal e/ou com o prefeito da cidade [Valmir Monteiro]”.

Na tese, denominada de Negativa de Autoria, a defesa afirma que “Joel do Nascimento Cruz é comerciante conhecido em Lagarto, com mais de 15 anos de atuação, jamais praticou crimes, nunca respondeu a um processo criminal”. Diante disso, o advogado afirma, com toda a certeza, que o seu cliente será absolvido.

Vale lembrar que Joel foi preso no último dia 25 de fevereiro, durante a Operação Leak, que investiga um suposto esquema de corrupção montado para desviar recursos da Prefeitura de Lagarto. Mas foi solto, porque o juiz de Direito do Tribunal de Justiça do estado (TJSE), Marcel de Castro Brito, entendeu pela concessão de Habeas Corpus por entender ser mais “adequada a imposição de medidas cautelares diversas da prisão ao paciente, porque os crimes assinalados na denúncia ocorreram em 2009”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here