Um levantamento divulgado pelo Ministério da Saúde (MS) apresenta um dado preocupante: 994 municípios brasileiros podem ter surto de dengue, zika e chikungunya. Desse montante, 12 estão em Sergipe e três delas se situam próximas a Lagarto, são elas: Simão Dias, Salgado e Riachão do Dantas.

Ministério da Saúde, contudo, nega a existência de uma epidemia

De acordo com o MS, o risco se deve ao alto índice de infestação predial do mosquito Aedes Aegypti, responsável pela transmissão de tais doenças. Segundo os dados divulgados, o maior percentual de infestação foi registrado em Simão Dias (19,60%) e foi seguido por Riachão do Dantas (7,50%) e Salgado (5,10%). O percentual máximo de segurança contra infestação é 3,9%.

Neste cenário, assim como a capital sergipana, os municípios de Lagarto e Tobias Barreto estão em situação de alerta. Diante dos dados, o Ministério da Saúde avaliou que, mesmo com o aumento de casos de dengue, a taxa de incidência está dentro do esperado para o período e que o país não está em situação de epidemia. Contudo, a pasta admitiu que podem haver epidemias localizadas de dengue em alguns municípios.

Já a Secretaria de Estado da Saúde de Sergipe recomendou aos municípios que intensificação de ações de controle ao Aedes aegypti, principalmente onde os índices estão classificados como “alto risco” e “médio risco”. Neste sentido, a recomendação se estende a todos os municípios do Centro-Sul sergipano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here