A queima de lixo na lixeira de Lagarto tem gerado transtornos aos moradores dos 544 apartamentos do Residencial João Almeida Rocha. Nesta semana, alguns deles utilizaram as redes sociais para mostrar que a fumaça do lixão está invadindo a área residencial.

Procurado para falar sobre o assunto, o secretário Municipal do Meio Ambiente (SEMA), Aloísio Andrade (Prefeitinho), informou que a administração não tem realizado queimadas, apenas o aterramento do lixo. “Nós não recomendamos a realização da queima, mas sempre há aquela queima de papel e outros materiais”, observou.

Prefeitinho ainda destacou que a SEMA está acompanhando toda a situação, e lembrou que o transtorno é gerado por uma negligência cometida na gestão do então prefeito José Willame de Fraga, o popular Lila Fraga. “Nós temos que observar é a irresponsabilidade de Lila em ter construído aqueles apartamentos perto de um lixão. É um crime ambiental. Como é que se permite construir um condomínio perto de um lixão? Isso não poderia ter acontecido”, comentou.

Resolvendo o problema do lixão

A Prefeitura Municipal de Lagarto, atendendo a Política Nacional de Resíduos Sólidos, faz parte de um consórcio regional para colocar fim ao seu lixão a céu aberto. Diante disso, Prefeitinho informou que um galpão está sendo alugado pelo Município, para servir de espaço para realizar a separação do lixo descartado pela população.

“Nós vamos diminuir esses transtornos quando passarmos a selecionar o lixo. Por isso, estamos alugando um galpão, longe de qualquer área residencial, para evitar o mal cheiro e outras coisas, para comportar os membros da associação de catadores de lixo. Eles reciclarão os materiais com todos os equipamentos adequados, além de possuírem uma renda fixa, pois toda a renda será revertida para eles”, acrescentou.

Com o galpão, Prefeitinho ainda comunicou que os catadores de lixo de Lagarto passarão por uma capacitação no próximo dia 29. Na ocasião, eles serão instruídos a manusearem os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e a efetuar a correta seleção do lixo. Com isso, o aterro sanitário de Lagarto será destinado a apenas receber o lixo não reciclável.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here