Diferentemente do esperado por alguns sindicatos, a exemplo do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Sergipe (SINTESE), que levou a classe docente a cruzar os braços, o município de Lagarto registrou uma pequena manifestação pelas suas principais ruas.

Estudantes saíram em defesa da educação pública

No ato, alguns universitários vestiam camisas com a sigla da Universidade Federal de Sergipe (UFS) – que foi alvo de fake news por parte do Ministro Ônyx Lorenzony – estampada. Além disso, muitos deles carregavam cartazes criticando a postura do Governo Jair Bolsonaro perante a educação pública.

Vale lembrar que os atos foram convocados após o Governo Federal anunciar um contingenciamento no orçamento das instituições públicas federais de ensino, a exemplo do IFS e da UFS. Por isso, alguns dos cartazes carregados na manifestação traziam os seguintes dizeres: “Educação não é despesa!”, “Educação derruba governo!”, “Balbúrdia: UFSM. Excelência em ensino, pesquisa e extensão”.

Cartazes carregavam críticas ao Governo Jair Bolsonaro

De acordo com informações veiculadas no G1, ao menos 165 cidades brasileiras registraram alguma manifestação na última quarta-feira (15). Diante disso, em Dallas, no Estados Unidos, o presidente Jair Bolsonaro procurou amenizar a situação xingando todos os manifestantes de “idiotas úteis”.

“A maioria ali é militante. É militante. Não tem nada na cabeça. Se perguntar 7 x 8 não sabe. Se perguntar a fórmula da água, não sabe. Não sabe nada. São uns idiotas úteis, uns imbecis que estão sendo utilizados como massa de manobra de uma minoria espertalhona que compõe o núcleo de muitas universidades federais do Brasil”, afirmou Bolsonaro. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here