O professor e poeta lagartense Assuero Cardoso Barbosa é tema de um livro organizado pelo Grupo Poesia e Cultura Sergipense. A obra, denominada “O Esmero de Assuero”, foi produzida em segredo.

Obra foi flagrada em evento na capital sergipana

Segundo Ana Reis, ex-colega de classe de Assuero, a obra busca contar a vida do poeta lagartense por meio de cordéis. “Com Esmero de Assuero, a gente quis homenagear a dedicação dele à literatura de cordel, ao ponto de fundar uma cordelteca em Lagarto. Por isso, vinhamos guardando sua existência para dar esta surpresa a ele”, acrescenta.

Ainda, de acordo com Reis, a obra foi pensada e produzida baseada no estilo Assuero Cardoso de ser. “Pedi ao Genilson Lima que pegasse uma foto dele e produzisse a capa. Então ele produziu com uma foto de Assuero no dia da posse na Academia de Letras. Eu disse para que Assuero odiaria, porque ele é light. Então mandei uma foto dele com uma camisa regata, a mesma que ele me enviou inocentemente pensando que era para um trabalho escolar”, conta.

Assuero Cardoso se diz gratificado com tamanha homenagem

Procurado pela reportagem do Portal Lagartense, Assuero Cardoso disse que a descoberta do livro foi uma grande surpresa. “Teve uma feira de cordel no Parque da Sementeira, e uma amiga minha viu o livro e tirou a foto. Então disse que foi uma surpresa para mim. Como ser humano me sinto lisonjeado, gratificado e honrado, porque uma homenagem desse tamanho não é para qualquer um”, comemorou o poeta.

Em Lagarto, o livro será lançado no próximo dia 13 de junho, na Biblioteca Pública Municipal José Vicente de Carvalho, que passará a abrigar também uma cordelteca.

Vale destacar que, além de poeta, Assuero também é professor de língua portuguesa, fundador do grupo teatral Cobras & Lagartos, e membro da Academia Lagartense de Letras (ALL).

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here