Nesta semana, o Portal Lagartense recebeu algumas reclamações de populares sobre a ausência dos agentes comunitários de saúde no acompanhamento dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo eles, há dias os agentes não têm passado em suas residências.

Um dos casos relatados ocorre na Rua Dr. Nilo Romero, no centro de Lagarto. “Nessa rua há muitos idosos e os agentes de saúde não têm visitado as casas. Minha mãe, por exemplo, tem 90 anos e até agora não tomou a vacina contra a gripe. Então ela tem tudo, menos saúde”, desabafou o seu filho que preferiu não ser identificado.

A mesma situação tem ocorrido no bairro Loiola I, onde um morador reclamou da ausência dos agentes de saúde no pré-natal e no acompanhamento dos primeiros dias de vida da sua filha. “Ela já tem um mês e 11 dias e ninguém foi lá. Então tive que leva-la para um pediatra particular. Um absurdo!”, lamentou outro morador que também não quis ser identificado.

O problema é antigo

Procurada pela nossa reportagem, a secretária municipal de Saúde, Luíza Ribeiro, afirmou que o problema já foi tema de uma reunião. “Tem uns 10 dias que me reuni com os agentes de saúde, e disse que tomaria providências contra eles se não trabalhassem corretamente. Porque a população denuncia e eu não posso tomar providências se não sou comunicada sobre isso”, disse Ribeiro.

Diante do problema, Luíza recomendou aos usuários da saúde pública que procurassem a Ouvidoria de Saúde, na sede da Secretaria Municipal de Saúde, para efetuarem as suas denúncias. “Nós temos 240 agentes de saúde espalhados no município, e a gente controla eles por uma ouvidoria. A partir daí, a gente leva a reclamação até o agente responsável. Inclusive, a reunião que fiz com os agentes foi justamente por causa de denúncias na ouvidoria, porque tinha muitos agentes que não passavam em determinada região”, acrescentou a secretária.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here