Mais da metade dos atendimentos realizados pelo Hospital Universitário de Lagarto (HUL) no primeiro semestre deste ano poderiam ser realizados em Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e postos de saúde. É que o balanço semestral da unidade hospitalar informou que 71,29% dos atendimentos foram de baixa complexidade.

HUL tem sido alvo de reclamações pela demora no atendimento de pacientes

Segundo o HUL, nos primeiros seis meses deste ano, 31.312 usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) foram atendidos. Deste total, apenas 28,70% referem-se aos atendimentos de urgência e emergência. Diante desta situação, tornou-se constante as reclamações de usuários que demoram para ser atendidos no HUL. Uma vez que o tempo de espera na unidade foi prolongado, devido ao crescimento de casos não urgentes.

Mas, embora o HUL receba diariamente pacientes de toda a região e também de fora do estado, onde esteve a Prefeitura de Lagarto para amenizar esta situação? Segundo Luíza Ribeiro, secretária municipal de Saúde, o aumento da demanda no HUL ocorreu devido a saída dos médicos cubanos, em novembro de 2018.

Luiza Ribeiro diz que sobrecarga se deve a saída dos médicos cubanos do município

“Nós estamos sem médicos há cinco meses, porque os cubanos foram embora. Então o que fizemos recentemente foi contratar os médicos. Então, daqui para frente, acredito que de dois a três meses, nós veremos uma diminuição desses casos no hospital universitário, porque a população já terá voltado aos postos de saúde”, comentou Ribeiro.

Além disso, ela informou que a responsabilidade do Município de Lagarto não exclui a do HUL em atender aos casos não urgentes. “O SUS tem que ser porta aberta, e esses casos não vão deixar de ocorrer somente com a nossa intervenção, porque o povo de Lagarto vai para os postos, mas os de fora não vão, porque não sabem onde fica”, observou.

Contudo, em nota, o HUL informou que ele “foi pactuado na Rede de Atenção à Saúde do estado para realizar atendimento de Urgência e Emergência na Região Centro Sul de Sergipe”.

Leia também: Prefeita Hilda pretende implantar duas UPAs 24h em Lagarto

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here