O carvão saiu da churrasqueira para conquistar o mundo! Ele virou sabonete, maquiagem, esfoliante, mas não é o carvão comum, é o carvão ativado, você conhece? E o efeito detox prometido, será que funciona? Se tomar por conta própria, quais as consequências?

Carvão ativado: Bem Estar explica seus usos, benefícios e contraindicações
Carvão ativado: Bem Estar explica seus usos, benefícios e contraindicações

A dermatologista Valéria Campos e o químico Guilherme Marson explicam esses e outros usos do carvão ativado. Nos hospitais ele é usado para desintoxicar o organismo.

Saiba mais

Tanto o carvão ativado (ou ativo) quanto o carvão da churrasqueira são do tipo vegetal. A principal diferença entre eles é a matéria-prima e o tamanho da partícula. O carvão ativado é proveniente da queima da cortiça, de lascas de madeira, e por isso ele é bastante poroso e está em forma de pó. O carvão da churrasqueira vem da lenha, de uma madeira mais dura e, mesmo que você triture, ele não vira pó.

Por ser poroso, o carvão ativado é comparado a uma esponja, olhando com um microscópio superpotente é possível ver isso claramente.

Essa alta capacidade de absorção, deu ao carvão ativado a função de tratar os casos de intoxicação. Quando uma pessoa intoxicada por produtos químicos ou veneno chega à emergência, os médicos aplicam doses concentradas de carvão ativado diretamente no estômago, via sonda. Após alguns minutos, o carvão é aspirado para fora. Nesse caso, ele absorve o conteúdo tóxico.

Além disso, o carvão ativado é usado em filtros de água para absorver as impurezas, mas uma curiosidade interessante é que ele não absorve água. Isso ocorre porque a composição química do carvão faz com que ele tenha mais afinidade com componentes oleosos.

 

Alimentação – Virou moda nos Estados Unidos e veio para o Brasil: detox com carvão ativado. As pessoas trocaram o suco verde pelo suco preto e começaram a tomar diariamente cápsulas de carvão ativado com a promessa de desintoxicação e rejuvenescimento.

Só que não existe qualquer comprovação desse benefício, segundo os dois convidados do programa. O professor Guilherme ressalta ainda sobre o perigo da ingestão diária desse composto químico, pode absorver nutrientes e fármacos que têm afinidade com ele. Ou seja, a pessoa pode ter um prejuízo nutricional ou não ter o efeito daquele remédio que tomou mais cedo. A constipação também pode ocorrer com o consumo elevado do carvão ativado.

Estética – O carvão ativado vem se destacando na estética. Com o alto poder de absorção e a afinidade com o óleo, ele é indicado para controle da oleosidade da pele.

O carvão ativado também tem sido usado como uma forma sustentável para dar cor aos produtos, tendo em vista que é uma fonte vegetal.

Produtos que usam o carvão ativado: shampoo a seco – ajuda a eliminar a oleosidade e dá cor aos fios. Bom para quem tem o cabelo grisalho e quer disfarçar. Máscara da face – controle da oleosidade. Sabonete – também controla a oleosidade. Maquiagem.

Por G1 Bem Estar

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here