Na última segunda-feira (12), o senador Rogério Carvalho (PT), disse em Plenário que estamos transformando em natural falas “desrespeitosas, agressivas e inapropriadas do presidente da República”.

O senador declarou ainda que a presidência da República é uma instituição que representa o Brasil e todos os brasileiros, e por isso, ninguém tem o direito de desrespeitá-la enquanto instituição.

“Esse presidente estimula o racismo, esse presidente estimula os preconceitos contra mulheres e negros, esse presidente não gosta de pobre. Esse presidente não trabalha para os pobres, ele tem horror e criminaliza os pobres brasileiros”.

Senador diz que fala e atitudes do presidente fazem lembrar o nazismo.

Carvalho ainda lembrou o episódio em que Bolsonaro disse que para ser nordestino só lhe faltava “crescer a cabeça”. Segundo o parlamentar, a fala do presidente discrimina os nordestinos e trabalha com uma lógica de superioridade.

“Isso me faz lembrar uma tragédia da humanidade que é o nazismo, me parece que ele estimula as diferenças artificiais para tirar vantagem. Este presidente faz a demolição da Comissão da Verdade que apurava os crimes da Ditadura Militar contra os cidadãos que lutavam pela redemocratização. Ele tem como ídolo um torturador confesso”, afirmou.

O senador disse também que Bolsonaro tem pavor à ciência e não tem interesse em relação às informações sobre meio ambiente, emprego, renda e outros dados que exponham que o seu governo não tem responsabilidade com a vida e com o desenvolvimento econômico do país. Uma clara alusão a demissão do presidente do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Ricardo Galvão que divulgou dados revelando o crescimento do desmatamento da Amazônia durante o atual governo.

A fala de Rogério Carvalho ocorreu um dia antes das manifestações realizadas em 205 cidades do país contra o programa “Future-se” do governo de Jair Bolsonaro (PSL) e os cortes na Educação, e que levaram 1,5 milhões de pessoas às ruas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here