Na entrevista domingueira deste portal, publicada no dia 1° de outubro, o prefeito de Lagarto, Valmir Monteiro, apresentou um projeto que ele acha fundamental para o desenvolvimento do maior município do interior de Sergipe: o de um anel viário que desafogue o centro da cidade e permita seu transbordamento e crescimento para fora.

Valmir Monteiro: obra valerá não somente para Lagarto
Valmir Monteiro: obra valerá não somente para Lagarto

O portal lhe fez a seguinte pergunta: “Esse anel viário seria uma obra que depende da Prefeitura, do Estado ou da União?”. Valmir não teve dúvida: “Da União”, respondeu na lata.

“Acho que nem o Estado nesse momento tenha condição de realizar uma obra tão importante como esta. Mas já há o projeto. Nós vamos brigar para conseguir uma emenda impositiva, coletiva, da bancada federal, para Lagarto”, disse ele.

“Chegou o momento de Lagarto cobrar isso. Lagarto é o maior município do interior sergipano, com mais de 100 mil habitantes, e não pode mais conviver com essa dificuldade”, disse o prefeito.

E a notícia boa veio de Brasília nesta semana. O senador Eduardo Amorim, PSDB, com quem Valmir tem alinhamento político forte, fez a indicação de R$ 100 milhões para Lagarto no Orçamento da União. Especificamente para apoio à política nacional de desenvolvimento urbano.

Isso é garantia de que os R$ 100 milhões virão para esta obra do Anel de que tanto fala Valmir? Nem sempre. Houve a indicação e a aprovação. Até o final de dezembro deste ano o governo contingencia, pode reduzir este valor e terá 2018 para o Ministério especifico empenhar e o processo de liberação definitiva se dará a partir de 2019.

Mas geralmente esse tipo de emendas não sofre cortes drásticos. O que se tem de antemão, ainda que exigindo uma comemoração moderada, é o atendimento de uma expectativa do prefeito Valmir Monteiro e da comunidade lagartense. No mais, em perfeita sintonia cum uma necessidade clássica de Lagarto, que necessita sim de obras estruturantes.

“Essa emenda do senador Eduardo Amorim é muito importante e não apenas para Lagarto, como para toda a região do sul e do agreste. De Poço Verde, a Simão Dias, Tobias Barreto, Riachão do Dantas e até Itabaiana, todos passam por Lagarto. Nossa cidade hoje é um grande entroncamento entre o sul e o agreste de Sergipe”, disse Valmir Monteiro.

Segundo prefeito, o DER esteve em Lagarto esta semana fazendo um mapeamento e ele acha que a obra ficará entre R$ 70 milhões e R$ 80 milhões. “O importante é que o Governo do Estado já tem o projeto feito dessa obra. Seja lá quem for o realizador, o importante é que faça”, disse o prefeito.

Por JL Política

2 COMENTÁRIOS

  1. Valmir lagarto ta muito perigoso ontem entrarão em minha casa para roubar, por favor vamos trazer mais policias para lagarto e só isso que te peço ta muito perigoso lagarto.

  2. creio que lagarto irá se desenvolver muito e a mobilidade urbana é fator primordial para isso, visto que o centro acumula um inchaço populacional para a circulação de veículos, com o crescimento da cidade a área central será a mais afetada e precisará de um desafogamento urgente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here