Na última quarta-feira (4), a Prefeita Eleita de Riachão do Dantas, Simone Andrade ou Simone de Dona Raimunda (PC do B), esteve reunida com o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE/SE), Clóvis Barbosa, o atual relator das contas da localidade.

A visita da prefeita teve o objetivo de elucidar questões financeiras do município, uma vez que o Tribunal promoveu recentes inspeções e reuniões, em parceria com o Ministério Público Estadual (MPE/SE). Além disso, na ocasião, Simone foi informada que a Prefeitura de Riachão gasta 80% da sua receita com pagamento de pessoal e que o Município estava perto de sofrer uma intervenção judicial.

Diante disso, torna-se evidente que o maior desafio da gestão comunista será promover o enxugamento da máquina pública municipal, coisa que a prefeita está disposta a fazer, como confidenciou em entrevista ao Portal Lagartense. “Há uma quantidade excessiva de gastos, e vamos fazer um enxugamento, porque precisamos de receita para ter desenvolvimento”, argumentou Simone.

Ainda segundo Simone, o ato é necessário porque o relatório do TCE/SE indicou que há uma quantidade excessiva de contratos em algumas pastas. Entretanto, tudo será verificado in-loco durante a transição governamental, que deve ocorrer nos próximos dias. “O Ministério Público convocou uma reunião para a próxima quarta-feira, para tratar do assunto”, informou.

Ajustar as contas implica em reduzir despesas e também pessoal, o que pode desagradar a muitos correligionários. Contudo, Simone não teme o desafio. “Para gerar emprego e renda, precisamos tomar medidas que possam incentivar o comércio em Riachão, porque emprego não é somente em prefeitura”, observa.

Prioridades da gestão Simone Andrade

Apesar dos desafios que já se impõem sobre a prefeita – que naturalmente irá disputar a reeleição em 2020 -, Simone reafirmou que sua administração atuará em todas as áreas, mas com enfase maior na Saúde, na Educação e principalmente na Agricultura. “Riachão é um grande produtor de abacaxi e pêra. No entanto, não se tem uma política pública efetiva para esses produtores. Nunca existiu! Mas nós temos projetos e vamos implementá-los”, garantiu.

O jeito Simone de governar

Ainda na entrevista que concedeu ao Portal Lagartense, Simone se disse muito surpresa com o resultado da eleição do último domingo (1°), e que a vantagem superior a dois mil votos aumenta ainda mais a sua responsabilidade. “Buscarei corresponder a essa confiança que a mim foi depositada. Por isso, enquanto gestora,  estarei 24h disponível e irei me esforçar para mudar a nossa realidade. Eu fui eleita para buscar melhorias para o município e vou lutar por isso!”, frisou.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here