O ex-governador Sérgio Cabral foi condenado pela terceira vez na Lava Jato, nesta sexta-feira (20). Desta vez, o juiz Marcelo Bretas, responsável pela Lava Jato no Rio, o condenou a 13 anos de reclusão, em regime fechado, pelo crime de lavagem de dinheiro, no âmbito da Operação Mascate.

Somadas as três sentenças, Cabral tem 72 anos de prisão para cumprir, se as penas forem mantidas em outras instâncias. O ex-governador está preso desde novembro do ano passado.

As 3 condenações:

  1. Lava Jato em Curitiba: condenado pelo juiz Sérgio Moro a 14 anos de prisão
  2. Calicute: condenado por Marcelo Bretas a 45 anos de prisão
  3. Mascate: condenado por Bretas a 13 anos de prisão

INFOGRÁFICO: veja todos os 16 processos aos quais Cabral responde

Além dele, também foram condenados os operadores de Cabral, Ary Ferreira da Costa Filho, a 9 anos e 4 meses de prisão, e Carlos Miranda, a 12 anos de prisão.

Operação Mascate

Na investigação que levou à sentença desta sexta-feira, Cabral foi condenado por 148 crimes de lavagem de dinheiro. Os crimes de lavagem de dinheiro cometidos pela quadrilha foram descobertos a partir de colaboração premiada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here