O balanço da operação “Luz da Infância” foi apresentado na tarde desta sexta-feira (20/10) pela Polícia Civil. Oito homens foram presos em flagrante, entre eles um pediatra e um estudante. Além disso, dezenas de CPUs, celulares, pen drives, fotografias, revistas e mídias de CDs foram apreendidos pelos investigadores e delegados.

Forem levados para a delegacia: David Gomes Passos, 29 anos, residente em pediatria e localizado no Stiep; Antônio Cláudio Silva Conceição, 46, auxiliar administrativo, preso no Chame-Chame; Thomaz Ferreira Silva Lopes, 22, estudante de engenharia, preso na Pituba; Ednilton Dias, 67, aposentado, preso no Barbalho; Roberval Santos Batista, 41, preso na Barroquinha; Gustavo Oliveira Ferreira, 33, técnico de informática, preso no Caminho de Areia; Robson Coy Rabello, 56, localizado em Coutos; e Jesuíno Marcondes Machado, 79, preso na Pituba.

Segundo a titular da Delegacia de Repressão a Crimes Contra a Criança e o Adolescente (Dercca), Ana Crícia, o objetivo da operação é investigar crimes de pornografia infantil na internet dentro de redes ocultas. “Os mandados expedidos pelas 1ª e 2ª Vara de Feitos Criminais Contra Criança e Adolescente permitiam a apreensão de quaisquer equipamentos de informática e arquivamento de dados, como CPUs, pen drives, celulares e videogames”, esclareceu.

Já a delegada do Departamento de Polícia Metropolitana (Depom), Claudenice Mayo, explicou que cada equipe de investigação era composta por um especialista em tecnologia da informação. “Colocamos um policial com conhecimento em informática, capaz de analisar os equipamentos ‘in loco’ para encontrar materiais envolvendo pornografia infantil e possibilitar as prisões em flagrante”, salientou.

Doze equipes, compostas por 19 delegados, 4 escrivães e 53 investigadores, em 21 viaturas, coordenadas pela delegada Fernanda Porfírio, participaram da operação.

Fonte: Aratu online

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here