BOTOU FOGO!

O Botafogo venceu o Corinthians por 2 a 1 na noite desta segunda-feira, no estádio Nilton Santos, e assumiu a sexta colocação no Campeonato Brasileiro ao fim da 30ª rodada. O time carioca vinha de dois jogos sem vitória. A equipe paulista, que agora acumula três partidas de jejum, continua na liderança da competição, mas agora seis pontos à frente de Palmeiras e Santos.

NA TABELA

Seis pontos é a mesma vantagem que o Timão tinha para o vice-líder na 15ª rodada – naquela época, o principal perseguidor era o Grêmio. Depois daquilo, sempre teve mais frente. Ao Bota faltou um gol para assumir a quinta posição, na briga por uma vaga direta ou indireta na Libertadores do ano que vem.

POLÊMICA NO FIM

Aos 48 minutos do segundo tempo, Igor Rabello e Jô se enroscaram dentro da área do Botafogo, mas o árbitro Rodrigo Raposo (DF) não marcou o pênalti pedido pelo Corinthians. No programa “Bem, Amigos”, o comentarista de arbitragem Arnaldo César Coelho cravou que houve a infração.

E MAIS POLÊMICA

O corintiano Clayson foi conduzido ao Juizado Especial Criminal do estádio Nilton Santos e teve de prestar depoimento. O meia-atacante foi acusado de ter agredido um policial do Gepe (Grupamento Especial de Policiamento em Estádios) durante confusão iniciada após o término da partida.

Levado ao Jecrim, localizado dentro do estádio carioca, ele teve de dar suas explicações e só foi liberado uma hora após o jogo. Segundo o clube, o mal-entendido aconteceu quando o jogador tentou tirar a mão de um guarda que tentava segurá-lo.

POR QUE O BOTA GANHOU

Brenner, Bruno Silva e Marcos Vinícius foram as principais peças do Botafogo, que conquistou quase metade dos pontos neste segundo turno do Brasileirão.

POR QUE O TIMÃO PERDEU

Apesar do lance polêmico no fim, o Timão errou muitos passes, falhou na marcação pelo alto e teve pouca criatividade do meio para frente.

Por Globo Esporte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here