Após o julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a prisão em segunda instância, o juiz Danilo Pereira Júnior, da 12ª Vara Criminal Federal de Curitiba, aceitou nesta sexta-feira, 8, o pedido da defesa do ex-presidente do República Luiz Inácio Lula da Silva e o autorizou a deixar a prisão.

Em seu despacho, o Juiz destacou que Lula somente foi preso, há 580 dias, porque havia sido condenado em segunda instância, “não existindo qualquer outro fundamento fático para o início do cumprimento das penas”. Por isso e diante do novo entendimento do STF, o juiz expediu o alvará de soltura, interrompendo o cumprimento da pena, em caráter de urgência.

Cabe destacar que o ex-presidente foi condenado em duas instâncias no caso do triplex. Ele ficou 1 ano e 7 meses preso na Superintendência da Polícia Federal (PF) de Curitiba. Agora ele terá o direito de recorrer em liberdade e só vai voltar a cumprir a pena de 8 anos, 10 meses e 20 dias após o trânsito em julgado. 

Com a decisão, uma multidão de apoiadores se aglomerou na frente da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde deverão recepcioná-lo. Diante disso, a Polícia Militar do Estado do Paraná montou um forte esquema de segurança na região. Enquanto isso, os petistas seguem cantando Lula Livre. Uma vez que, enquanto esteve preso, Lula garantiu que iria direto para o acampamento dos militantes agradecê-los pela companhia nos dias de cárcere.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here