O vereador e 1° secretário da Câmara Municipal de Lagarto, Jenilson da Conceição (MDB), popular JC, confirmou que a notificação e leitura da decisão que manteve a condenação de Valmir Monteiro pela prática de atos de improbidade administrativa, feita na última terça-feira, 23, significa a cassação e afastamento definitivo de Valmir da Prefeitura. 

A declaração foi feita na sessão desta quinta-feira, 28, após o Portal Lagartense divulgar um primeiro posicionamento da Câmara Municipal que dava conta de que notificação e leitura do ofício não resultariam, necessariamente, na cassação em definitivo do mandato de Valmir, e que esperariam receber ainda outro documento que fosse mais claro a esse respeito. O posicionamento repercutiu em outros veículos da região. 

Vereador confirma que Valmir está definitivamente afastado da Prefeitura de Lagarto.

“Quiseram falar ontem nas redes sociais, usaram as emissoras de rádio para dizer que os vereadores estavam aguardando um presente de Natal, por conta de não ter lido o afastamento definitivo de Valmir do exercício do mandato. Não existiu isso. Porque a Câmara foi notificada na sexta-feira [23] e na terça-feira [26] nós fizemos sim a leitura do Ministério Público de Sergipe, através do Dr. Ednaldo, avisando e comunicando esta casa do afastamento definitivo de Valmir Monteiro”, disse na tribuna o vereador JC. 

O documento, assinado pelo juiz da 2ª Vara Cível de Lagarto, Edinaldo Cesar Santos Júnior, determina suspensão dos direitos políticos de Valmir Monteiro por 5 anos. Portanto, com o afastamento do ex-prefeito, Hilda Ribeiro assume em definitivo a Prefeitura de Lagarto. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here