O Governo do Estado de Sergipe acaba de adquirir mil novos coletes balísticos para a Polícia Militar com o objetivo de oferecer melhores condições de trabalho para os profissionais da Corporação e reforçar as ações de segurança desenvolvidas em todo o estado.

Compra contemplou apenas coletes pequenos e médios, tendo em vista que a PM possui tamanhos grandes em quantidades suficientes.

As aquisições dos novos coletes balísticos fazem parte de uma aplicação na ordem de um milhão de reais, fruto das atuais politicas governamentais, que visam à melhoria dos equipamentos logísticos da tropa.

 

“O investimento realizado pelo Governo do Estado é de suma importância para a melhoria das condições de trabalho dos homens e mulheres da Polícia Militar, que trabalham incansavelmente em prol da segurança dos sergipanos”, comentou o comandante-geral da PM, coronel Marcony Cabral.

O comandante-geral da PM, coronel Marcony Cabral destacou a importância do investimento para a melhoria das condições de trabalho.

 

O processo para aquisição do equipamento, considerado indispensável na rotina do policial militar, foi conduzido pelo chefe da 4ª Seção do Estado Maior, coronel Carlos Rolemberg.

De acordo com o oficial, uma das principais exigências para a aquisição dos coletes foi a aprovação dos mesmos nos testes que seguem as normas internacionais de qualidade. Para isso, uma comissão composta por policiais militares do Setor de Armamento e Munição (Sam) da PMSE participou de uma série de exames balísticos, realizada na cidade de São Paulo, onde foi comprovada a excelente qualidade dos coletes.

Processo de aquisição foi conduzido pelo chefe da 4ª Seção do Estado Maior, coronel Carlos Rolemberg.

Ainda segundo o coronel Rolemberg, todos os coletes que estiverem com o prazo de vencimento ultrapassado serão recolhidos e trocados por novos. “Estamos trabalhando intensamente para implementar as diretrizes do comando geral da Polícia Militar, que tem o objetivo de manter cada um dos nossos policiais com a cautela permanente do colete balístico”, explicou. A compra contemplou apenas coletes pequenos e médios, tendo em vista que a PM possui tamanhos grandes em quantidades suficientes.

“Estamos no caminho certo para equiparmos os nossos profissionais com o que a de melhor e, como consequência, melhorarmos ainda mais os serviços prestados pela Polícia Militar de Sergipe no âmbito da segurança pública”, finalizou o coronel Rolemberg.

Fonte: ASN

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here