Uma grande novidade ecoou pelos pavilhões do Presídio Feminino – Prefem, na última quarta-feira (04). Foi a primeira edição do “Tocando Liberdade”, programa interno de rádio promovido pelo Governo de Sergipe, através da diretoria de Direitos Humanos da Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social (DIDH/Seit), em parceria com a Secretaria de Estado da Justiça (Sejuc).

Programa “Tocando a Liberdade” conta com quadros de educação, entretenimento, cultura e informação.

A ação fez parte da programação da campanha “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres”, realizada em Sergipe até o dia 13 de dezembro. Com quadros de educação, entretenimento, cultura e informação, o programa teve duração duas horas e contou com a co-apresentação de duas internas do presídio.

O programa foi idealizado e apresentado por Adriana Lohanna, referência técnica para a população LGBTQI+ da Diretoria de Inclusão e Direitos Humanos da Seit. Segundo ela, a proposta é continuar a realizá-lo quinzenalmente.

Programa foi idealizado e apresentado por Adriana Lohanna, referência técnica para a população LGBTQI+

“Estamos fazendo um projeto inicial para a rádio interna do Presídio Feminino, com a participação de duas internas. A ideia é fazer um programa de quatro blocos, com educação, informação, entrevista, entretenimento, cultura, horóscopo e notícias. As duas internas participam fazendo o feedback do programa, trazendo questões e dúvidas de outras internas da unidade, com questões que podem ser discutidas durante as entrevistas, além de trazer músicas que as meninas querem ouvir”, explica Lohanna.

O quadro de entrevista especial do programa abordou o tema “Relacionamentos Abusivos”, no qual as internas entrevistaram a integrante da Coordenadoria da Mulher da Seit, Erika Leite.

“Trazer esse assunto à tona é uma forma de transformação social”, afirma a integrante da Coordenadoria da Mulher da Seit, Erika Leite.

“A proposta da rádio é fazer um diálogo interativo. É muito importante trazer a temática do relacionamento abusivo para o presídio, pois aqui dentro muitas internas começam a se relacionar com outras mulheres. Esse é um processo de descoberta, principalmente dentro de uma sociedade que propaga o padrão heteronormativo. Trazer esse assunto à tona é uma forma de transformação social, para que elas saiam daqui conscientes das possíveis violências e possam levar para fora a compreensão sobre respeito e responsabilidade afetiva”, disse a entrevistada.

“Estou me sentindo uma celebridade. Um momento como esse é um avanço muito grande para nós, mulheres”, disse uma das internas.

A interna I. J. D. S., de 28 anos, foi uma das participantes da apresentação do programa. Para ela, a experiência foi surpreendente. “Está sendo uma explosão de sentimentos e emoções. Uma oportunidade muito grande para adquirir sabedoria através da troca de informações. Isso mostra que, por mais que a pessoa esteja presa aqui, a mente e o espírito podem estar libertos com informações. Este é um grande veículo de comunicação, que representa a porta aberta entre a equipe gestora e nós, presas”, disse. A interna C. C. M., que também participou do programa, completou: “Estou me sentindo uma celebridade. Um momento como esse é um avanço muito grande para nós, mulheres”, afirmou.

A vice-diretora do Prefem, Edjane Marinho, reafirmou a pretensão de tornar o programa permanente na programação do presídio.

Vice-diretora do Prefem, Edjane Marinho.

“Quando a Seit propôs trazer a campanha dos ‘16 Dias de Ativismo’ para o presídio feminino, nós abraçamos a ideia e achamos que seria um bom momento para retomar de forma educativa esta rádio interna, que já tinha sido utilizada uma vez como projeto piloto, no ano passado. A proposta é que a Seit, junto à Sejuc, alinhem os pontos de vista, com a perspectiva de dar continuidade ao programa, para que o sistema de som da unidade seja utilizado para veicular informações importantes voltadas para as mulheres que estão encarceradas”, concluiu Edjane.

Fonte: ASN

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here