Desde ontem, que o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), está em Aracaju para participar de eventos. Na Assembleia Legislativa ele recebeu o título de cidadão sergipano e hoje pela manhã participa de Simpósio no Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE).

Em coletiva de imprensa, logo cedo, João Doria agradeceu o título, reafirmou suas raízes com Sergipe, criticou a política petista e defendeu a candidatura do senador Eduardo Amorim ao governo do Estado.

 

Busca pelo novo

“Tenho origens com o Estado através de João de Seixas Dórea. Na política há bons e maus políticos. Há um clamor do eleitorado em buscar o novo, mas nem todo mundo que está fora da política está apto a entrar”, pontuou Doria.

 

O prefeito paulista falou sobre a manifestação de um grupo de pessoas durante a entrega do Título de Cidadania, ontem à noite na Assembleia. “Eram 7 ou 8 pessoas. Para mim, o efeito é exatamente o contrário. Aumenta a minha força para construir um país melhor. Não é com extremismos, xingamentos ou ataques que vão construir esse país”, afirmou.

 

Governos petistas

Dória fez referência à forma do Partido dos Trabalhadores (PT) de governar. “O brasileiro é resistente. Depois de 13 anos de PT, com governos irresponsáveis, só na Petrobras foram roubados R$ 151 bilhões, o maior assalto da história do país, a população deve estar atenta. Não inventaram nada melhor do que o regime democrático”, disse.

 

Eleições 2018

Questionado sobre se o PSDB terá candidatura própria ao governo do Estado, João Doria foi enfático. “Teremos candidatura sim. Esse (Eduardo Amorim)seria um nome que daria muito orgulho a Sergipe. Em se candidatando, será governador”, finalizou. 

Fonte: Jornal da Cidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here